Publicado em Ciência

Conheça as orientações para concepção, projeto e operação de estações de tratamento de água

por em25 Setembro 2017 117 acessos
  • .
Report ThisConteúdo Inadequado? Avise-nos

Dados da Secretaria de Recursos Hídricos do Ministério do Meio Ambiente revelam que 34 milhões de brasileiros não tem acesso à rede de abastecimento de água potável. O problema é ainda maior quando se trata de desperdício dos recursos hídricos: cerca de 20% a 60% de toda a água tratada para consumo se perde na distribuição.

O livro “Tratamento de Água”, lançamento da Elsevier, aborda o projeto das unidades de processo da fase líquida, recuperação e tratamento da água de lavagem de filtros, adensamento e desidratação de lodos. Além disso, a obra discute a utilização de diferentes agentes oxidantes em estações de tratamento de água, remoção de subprodutos da desinfecção e controle de gosto e odor.

Ricamente ilustrada e com inúmeros exemplos de cálculo e dimensionamento, a obra auxilia o leitor na compreensão dos tópicos mais importantes, com estudos de caso reais para uma fusão entre teoria e prática.

O projeto de estações de tratamento de água envolve um conjunto de conhecimentos multidisciplinares, explica o autor Sidney Seckler Ferreira Filho. “A correta junção do conjunto de capacidades permite a elaboração de um projeto otimizado para estações de tratamento de água, podendo lidar com diferentes cenários de qualidade da água bruta”, complementa.

Os vídeos, que retratam casos abordados no livro e projetos de estações de tratamento, estão disponíveis no material complementar na web.

 

Tratamento de Água
Editora Elsevier
Páginas: 471
Preço: 129,90 
Formato: 21 cm x 27 cm

Sidney Seckler Ferreira Filho é Engenheiro Civil formado pela Escola Politécnica da USP (1988). Mestre em Engenharia Hidráulica e Sanitária pela Escola Politécnica da USP (1993). Doutor em Engenharia Hidráulica e Sanitária pela Escola Politécnica da USP (1996). Professor Associado do Departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental da Escola Politécnica da USP, com atividades de docência e pesquisa. Desde 1989 participa de atividades na área de Saneamento, por meio de estudos de concepção, projeto, dimensionamento e operação de estações de tratamento de águas de abastecimento para companhias de saneamento públicas e privadas no Brasil e América Latina.