Publicado em Esportes

Bethe Correia encara Holly Holm dê olho em uma nova chance de disputar o título do UFC

por em16 Junho 2017 231 acessos
  • .
Report ThisConteúdo Inadequado? Avise-nos

Valente, guerreira, lutadora. Estas qualidades representam Bethe Correia, “a pitbull”. Paraibana de 33 anos continua em busca do seu tão sonhado objetivo: ser campeã do UFC. E não vem dizer que é difícil, impossível. Ela está determinada a conquistá-lo e não vai desistir enquanto o cinturão dos pesos galo (até 61 kg) não for dela.

No próximo dia 17, no UFC Fight Night em Singapura, Correia terá uma nova chance de se qualificar para disputar um cinturão. Ela vai encarar a norte-americana, Holly Holm, ex-campeã da categoria. Se vencer, pode voltar a lutar pelo título.

Esta será a principal luta da noite e existe uma grande expectativa para se conhecer a vencedora. Quem você aposta que ganha a luta? As duas tem um cartel parecido: 10 vitórias para cada uma. A diferença é que uma das vitórias de Holm foi a conquista do cinturão, diante da favoritíssima Ronda Rousey, por nocaute. O curioso é que foi Rousey que surpreendeu no UFC Rio e derrotou a paraibana em uma luta de 34 segundos. Uma troca de socos bem sucedida pela norte-americana determinou a derrota de Correia e quase desestruturou emocionalmente a brasileira, que não estava esperando um resultado assim.

Mas Correia se recuperou. Mesmo perdendo sua luta seguinte para Raquel Pennington por decisão dividida dos juízes, a brasileira não desistiu e continuou. Voltou ao octógono e derrotou Jessica Eye no UFC 203. Agora por último, em março deste ano, Correia enfrentou Marion Reneau e em uma decisão dividida, conseguiu um empate técnico, mesmo apanhando muito no terceiro round. Com a confiança renovada, a pitbull se diz preparada e confiante para derrotar Holm. “Estou mais pronta do que ela”.

Confiança de um lado, confiança do outro. Pelo menos é o que tenta passar Holly Holm nas suas últimas entrevistas. Na verdade, a fase da norte-americana não está nada boa. A lutadora vem de três derrotas seguidas, incluindo a perda do cinturão para Miesha Tate. As suas algozes seguintes foram Valentina Shevchenko e Germaine de Randamie, respectivamente. Nessa última, Holm tentou mudar de categoria, passou para peso Pena (até 66 kg) para enfrentar Randamie, mas acabou levando a pior. A última vitória da norte-americana foi aquela, diante de Rousey.

Segundo Bethe Correia, Holm está insegura e aposta em vitória contra a adversária. “Senti uma mulher bastante insegura (durante a tradicional encarada). Não adianta ela dizer que está bem. Está mentindo para ela mesma. Estou mais preparada que ela. Pra mim, ganhar da Ronda foi o único bom desempenho que ela teve”.

E para você, quem vencerá a luta entre Correia e Holm? Apesar da confiança da brasileira, a favorita é a Holm. No site de apostas esportivas Bumbet, uma vitória da americana está pagando 1.18 enquanto as ODDs da nossa campão é 4.75.

Outra boa luta que você pode apostar do Card de Singapura é o embate entre Marcyn Tibura x Andrei Arlovski, que acontece antes do confronto entre Correia x Holm.

Última modificação em 18 Julho 2017