Publicado em Outros

Cores ajudam na decisão de compra do consumidor

por em13 Setembro 2017 36 acessos
  • .
Report ThisConteúdo Inadequado? Avise-nos

84,7% das pessoas acreditam que a cor é mais importante que muitos outros fatores ao escolher um produto

A escolha das cores na criação de um projeto, seja logotipo, website ou até mesmo de um uniforme, é muito importante para o sucesso de uma marca. Pensando nisso, a We Do Logos (http://www.wedologos.com.br), maior comunidade de designers da América Latina, fez um infográfico que explica como as cores afetam os seres humanos em suas decisões. O estudo revela que 93% das pessoas observam o aspecto visual para consumir um produto ou marca., enquanto 6% verificam a textura e 1% escolhem pelo som ou cheiro.
Logotipo, slogan, loja, pintura, ambientação, uniformes e cartões de visita são algumas das formas que as empresas utilizam para se comunicar com o público alvo. A utilização de cores e elementos gráficos de forma harmoniosa é fundamental para que as pessoas consigam identificar ou associar à marca/produto. “Ao criar uma identidade visual, temos que fazer um estudo de cores e tipografia para dar suporte à marca/produto e torná-lo forte e memorável ao consumidor”, explica Gustavo Mota, CEO da We Do Logos.
Para 80% das pessoas, as cores podem aumentam o reconhecimento de uma marca. Já para 60% a aceitação ou rejeição de um produto ou serviço pode ser induzido pela cor. “A utilização de cores e tipografia adequada desempenham um importante papel na percepção visual do consumidor. As cores quentes, por exemplo, podem transmitir paixão, alegria, entusiasmo e energia ou também exaustão, raiva, ódio e saturação. É esse cuidado que o designer precisa ter no momento de criar uma marca, um logo”, argumenta Mota.
As cores são elementos importante na criação de uma identidade visual. Por isso, é preciso estudar o universo delas, seus significados e a psicologia inerente a ela. O empreendedor, portanto, deve compreender o que seu cliente deseja e entender a mensagem que ele quer transmitir. “O ideal é misturar as preferências do seu consumidor com o significado subjetivo das cores. O posicionamento da empresa deve estar alinhado com público-alvo escolhido. Os componentes gráficos para um público mais velho, por exemplo, não serão atrativos para os adolescentes”, finaliza.
Cores, emoções e sentimentos

  • Cores quentes: pode transmitir paixão, alegria, entusiasmo e energia. Por outro lado, elas também podem transmitir exaustão, raiva, ódio e saturação. Exemplos: amarelo, laranja e vermelho;
  • Cores frias: pode transmitir calma ou profissionalismo, mas também pode provocar sensações negativas como desinteresse, tristeza, depressão e até sonolência. Exemplos: roxo, azul e verde;
  • Cores neutras: costumam ser combinadas com cores mais brilhantes para ressaltar o efeito da cor quente ou fria; ou para tornar o layout mais sofisticado. Os significados das cores neutras são bastante afetados pelas cores que as cercam, sejam quentes ou frias. Exemplo: preto e branco.