Publicado em Saúde

Novas tecnologias em saúde e medicina nuclear chegam a Curitiba

por em01 Agosto 2017 164 acessos
  • .
Report ThisConteúdo Inadequado? Avise-nos

Da esquerda para a direita, o diretor da Quanta Diagnóstico e Terapia, João Vítola, a Secretária de Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, o prefeito de Curitiba, Rafael Greca, o diretor-presidente da Unimed Curitiba, Alexandre Bley e o diretor clínico da Quanta Diagnóstico e Terapia, Carlos Cunha. Da esquerda para a direita, o diretor da Quanta Diagnóstico e Terapia, João Vítola, a Secretária de Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, o prefeito de Curitiba, Rafael Greca, o diretor-presidente da Unimed Curitiba, Alexandre Bley e o diretor clínico da Quanta Diagnóstico e Terapia, Carlos Cunha. Pedro Vieira

Na última quinta-feira, 27 de julho, ocorreu a inauguração das novas instalações da Quanta Diagnóstico e Terapia

O prefeito Rafael Greca celebrou as novas tecnologias em medicina nuclear que acabam de chegar a Curitiba, na Quanta Diagnóstico e Terapia, que poderão ser estendidas a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). “A inovação só vale se atingir todo o processo social. Quando uma tecnologia de ponta entra em uma cidade para ser usada por poucos, ela agrava a injustiça social. Mas quando essa tecnologia se abre para o SUS, multiplica a igualdade e a cidade melhora”, disse ele na inauguração das novas instalações e novos equipamentos da Quanta Diagnóstico e Terapia, que ocorreu na quinta, 27 de julho.

Os equipamentos de ponta que chegam a Curitiba para o diagnóstico de doenças cardiovasculares e oncológicas são o Discovery 530, com detector sólido CZT, o primeiro no Paraná, e o PET/CT MI DR 128, o primeiro na América Latina e 21º no mundo. O prefeito agradeceu o investimento e ressaltou a colaboração da Quanta com a Agência Internacional de Energia Atômica da Organização das Nações Unidas (AIEA da ONU) e com a Sociedade Americana de Cardiologia Nuclear (ASNC), representadas na inauguração pelo coordenador da AIEA, o médico italiano Maurizio Dondi, e pelo presidente da ASNC, o cardio-oncologista norte-americano Raymond Russell.

Greca afirmou que deseja implantar em Curitiba um programa de prevenção da morbidez cardiovascular. Ele lembrou que o nome Quanta significa “energia”: “Energia da fissão nuclear que causou o cataclismo de Hiroshima, mas provocou em homens de bem o desejo de usar o átomo para fazer o bem, multiplicar a vida e gerar a medicina nuclear. Que essa seja uma ocasião de maiores e melhores oportunidades de saúde e prosperidade para nossa terra e nossa gente”.

Investimentos

Do total de pacientes da Quanta, 32% são de pessoas de outros municípios que vêm em busca da tecnologia oferecida em Curitiba, e 6% do faturamento da empresa vem do SUS. Segundo João Vítola, diretor geral da Quanta Diagnóstico e Terapia, esses percentuais podem crescer: “Nos últimos anos, nossas inovações em Curitiba vêm atraindo pessoas de fora, trazendo novas receitas para o setor da saúde, que é muito importante inclusive do ponto de vista de negócios”, comentou. Por isso, o investimento de R$10 milhões nos novos equipamentos e instalações, a maior parte vindos de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), apoiado pelos bancos Bradesco e Santander. “É a busca em realizar diagnósticos precisos com as condutas médicas mais adequadas para preservar vidas e a qualidade de vida”, declarou.

Cooperação internacional

O coordenador da AIEA, Maurizio Dondi, agradeceu a contribuição da Quanta na missão da agência de levar a medicina nuclear a países em desenvolvimento. “Em nossa missão, precisamos do suporte internacional de experts como João Vítola e de sua equipe, com quem trabalhamos há cerca de 10 anos e atuamos para lançar protocolos, guias clínicos, educação e treinamento de profissionais em cardiologia e medicina nuclear e na aplicação da energia nuclear em saúde para países em desenvolvimento, por exemplo, na África e na América Latina”.

Segundo ele, o Brasil é bastante avançado em tecnologia de saúde e está muito bem representado nacional e internacionalmente pela Quanta, um centro de referência em Medicina Nuclear por sua atuação, produção científica e potencial dos profissionais.

Raymond Russel, pioneiro da cárdio-oncologia nos Estados Unidos e presidente da Sociedade Americana de Cardiologia Nuclear, entregou um documento da ASNC reconhecendo os esforços da clínica brasileira em contribuir com o cuidado e o bem-estar dos cidadãos de Curitiba e com os avanços da área da cardiologia nuclear. Russel declarou ainda a importância da empresa por adotar a filosofia de sempre melhorar o atendimento aos pacientes e sua qualidade de vida. “É o cuidado individualizado do paciente, o cuidado em realizar o exame ou o tratamento certo, no paciente certo, no momento certo”.

Estiveram presentes à inauguração o presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia, Marcus Vinícius Malachias, o presidente da Sociedade Paranaense de Cardiologia, Gerson Luiz Bredt Júnior, a Secretária Municipal de Saúde, Márcia Huçulak, o presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação, Frederico Augusto Munhoz da Rocha Lacerda, os ex-governadores Orlando Pessuti e Paulo Pimentel, e o vereador Bruno Pessuti, entre outras autoridades da área de saúde.

Sobre a Quanta Diagnóstico e Terapia
Fundada em 2003, a Quanta Diagnóstico e Terapia está localizada na cidade de Curitiba e oferece exames de cintilografia, tomografia computadorizada com 128 cortes, angiotomografias coronariana e vascular, escore de cálcio, PET-CT, biópsias, tratamentos para câncer de tireoide e dor óssea no câncer, ecocardiograma, eletrocardiograma, teste ergométrico e MAPA. Ainda conta com o serviço de Cárdio-Oncologia, que ajuda a detectar e monitorar problemas cardiovasculares em pacientes oncológicos.

A clínica mantém o Departamento de Inovação, que realiza pesquisas e estudos para novos protocolos nos tratamentos cardiológicos e de câncer e participa do Vale do Pinhão, ecossistema de inovação da Agência Curitiba de Desenvolvimento SA e Prefeitura Municipal de Curitiba que apoia iniciativas inovadoras de empresas locais. Desde 2007, também tem um acordo de cooperação com a Agência Internacional de Energia Atômica da ONU e, recentemente, começou a participar de um programa da agência: o QUANUM, que realiza auditorias para aprimorar a qualidade e a segurança dos exames de medicina nuclear em todo o mundo. Mais informações no site www.quantadiagnostico.com.br

Última modificação em 28 Agosto 2017
Expressa Comunicação

Camile Triska ainda não definiu sua briografia

Website.: www.expressacom.com.br