Tecnologia

Jacira foi submetida a cirurgia complexa para corrigir uma rara deformação craniana e o planejamento cirúrgico, feito com biomodelo impresso em 3D, foi essencial para o sucesso do procedimento, que envolveu questões neurológicas e estéticas

Assista ao vídeo: para ver o depoimento dos médicos e da mãe de Jacira sobre todo o procedimento.

São Paulo (Brasil) Em 2015, a angolana Yara Alexandre Almeida Francisco teve sua filha Jacira, diagnosticada ainda durante a gestação com uma doença rara:  Encefalocele, uma má formação craniana, que faz com que parte do cérebro fique exposta e suscetível a traumas.

A criança precisaria passar por uma cirurgia de alta complexidade que não é realizada em Angola, por isso os especialistas daquele país aconselharam a mãe a vir ao Brasil  para realizar o procedimento. Devido à gravidade e raridade do caso, já que a Encefalocele afeta apenas um em cada 40 mil nascidos no mundo, o Governo Angolano subsidiou a vinda da família ao Brasil.

Em território nacional, a mãe procurou especialistas do Hospital Santa Marcelina para começar o tratamento. O caso de Jacira foi passado para a neurologista Giselle Coelho e para o cirurgião plástico Maurício Mitsuro Yoshida, com o apoio de uma equipe multidisciplinar. Isto porque patologias raras, como Encefalocele, são um desafio até mesmo para os profissionais mais experientes, devido á pequena quantidade de pacientes identificados até hoje.

Jacira tinha apenas um ano de idade e todo cuidado era necessário para garantir o sucesso da intervenção, pois em cirurgias de Encefalocele, que requerem a ressecção da parte herniada do cérebro, há um risco sério de hemorragia e de sequelas para o paciente. A incisão também deve ser planejada de modo a minimizar possíveis cicatrizes. No caso da menina, isto era especialmente importante porque seu problema se localizava região frontal e exigia a remodelação craniana para fechar a falha óssea em seu rosto.

Por esta razão, a neurologista, que é diretora científica do SIEDI (Scientific Innovation and Education Development Institute), há quatro anos, pediu apoio à instituição que cedeu espaço para a realização do planejamento cirúrgico e treinamento dos residentes, que auxiliariam no procedimento, ocorresse em sua sede.

A complexidade do caso também foi determinante para que os dois médicos decidissem fazer o planejamento cirúrgico usando biomodelos impressos em 3D. Produzidos pela BioArchitects, na impressora 3D Stratasys J750, a partir de exames da própria paciente, os biomodelos reproduziram fielmente o problema específico para melhor visualização dos médicos. A BioArchitects sensibilizada com o caso de Jacira doou os biomodelos.

Muito frequentemente os cirurgiões têm de confiar em leituras 2D ou em modelos genéricos para desenvolver práticas personalizadas para as cirurgias. Assim como ocorre com as impressões digitais, não há dois problemas ou duas anatomias iguais, o que representa um grande desafio para os cirurgiões, que têm como objetivo proporcionar o melhor atendimento profissional e personalizado.

“Antes, o planejamento preparatório, que sempre realizamos, era baseado em exames, como tomografia e ressonância magnética. Com o uso de biomodelos impressos em 3D foi possível ver e avaliar detalhes da anatomia da própria paciente que seria operada”, explica o Dr. Yoshida. Segundo ele, foram realizados procedimentos diversas vezes na réplica da paciente e com isso foi possível discutir diversas metodologias e riscos da intervenção.

Com alguns dias de planejamento cirúrgico, que permitiram definir o melhor acesso e a melhor técnica a ser utilizada, mostrando aos residentes e jovens cirurgiões como seria o procedimento, com detalhes milimétricos das osteotomias, bem como as possíveis complicações a serem prevenidas, foi agendada a intervenção.

Além de ser utilizado para a preparação dos cirurgiões e equipe, com o biomodelo impresso em 3D em mãos, Yara, mãe de Jacira, pode compreender o que seria feito, o que lhe proporcionou maior segurança e tranquilidade. 

A cirurgia bem-sucedida foi realizada em maio deste ano, no Hospital Santa Marcelina. Para a equipe multidisciplinar os principais benefícios foram a modificação da técnica, evitando a necessidade de uma nova operação no futuro, diminuição do volume necessário de transfusão sanguínea e redução do tempo intraoperatório em 2h30.

“Com o apoio do SIEDI e da BioArchitecs, que produziu os biomodelos em 3D, Jacira pode ser operada  com recursos tecnológicos utilizados pelo Boston Children´s Hospital, que é uma referência mundial em cirurgias infantis de alta complexidade”, comemora a Dra. Giselle.

O sucesso consistiu também na recuperação mais rápida da menina, resultante do menor tempo cirúrgico e anestésico, que diminuiu também a possibilidade de ocorrência de infecções. O tempo de UTI pós-operatória, por exemplo, foi reduzido de 36 para 15 horas. Além disso, Jacira não teve nenhuma alteração em seu desenvolvimento neuropsicomotor e apresenta uma evolução adequada para a idade, constatada no acompanhamento pós-operatório.

“O caso de Jacira é um exemplo que reforça como a tecnologia de impressão 3D pode auxiliar a formação e o aperfeiçoamento dos profissionais da área de saúde, especialmente dos médicos. Esta constatação se baseia no fato desta tecnologia possibilitar o desenvolvimento de clones sintéticos de problemas reais dos pacientes para serem estudados e operados, antes do procedimento real”, conclui Felipe Marques, CEO da BioArchitects.

Stratasys J750

A impressora 3D Stratasys J750, com sistema de jateamento triplo, produz, em um único processo de impressão, peças coloridas  - são mais de 360.000 tons de cores - com diferentes materiais – rígidos e flexíveis, opacos e transparentes -, acelerando a produção de protótipos e peças ultrarrealistas para praticamente qualquer necessidade de aplicação e garantindo versatilidade, liberdade de design e de geometria incomparáveis.

“A Stratasys J750 é um verdadeiro marco na indústria, pois propicia aumento de produtividade e melhora considerável do Custo Total de Propriedade (CTO) para empresas dos mais variados setores, pois elimina muitos processos tradicionais complexos, desperdícios de tempo e de recursos”, afirma Anderson Soares, diretor da Stratasys no Brasil.

Sobre a Stratasys

A Stratasys (NASDAQ: SSYS) é líder mundial em soluções de tecnologia aditiva aplicada às indústrias, incluindo aeroespacial, automotiva, saúde, bens de consumo e educação. Por quase 30 anos, um foco intenso e contínuo nos requisitos de negócios dos clientes tem alimentado inovações significativas - 1.200 patentes de tecnologia aditivas concedidas e pendentes - que criam um novo valor nos processos do ciclo de vida do produto, desde protótipos de design até ferramentas de fabricação e peças para uso final. O ecossistema de impressão 3D Stratasys de soluções e expertise - materiais avançados; software com controle de nível de voxel; impressoras 3D FDM e PolyJet precisas, com alta capacidade de repetibilidade e confiáveis; serviços especializados em aplicações; peças sob demanda e parcerias que definem a indústria - trabalha para assegurar uma integração perfeita no fluxo de trabalho em constante evolução de cada cliente. Cumprindo o potencial real da manufatura aditiva, a Stratasys oferece aplicações inovadoras específicas para a indústria que aceleram os processos de negócios, otimizam as cadeias de valor e impulsionam as melhorias no desempenho dos negócios para milhares de líderes prontos para o futuro em todo o mundo. Sede corporativa: Minneapolis, Minnesota e Rehovot, Israel
Online em:
www.stratasys.comHTTP://blog.stratasys.com  e LinkedIn.

As marcas Stratasys e Fortus são comerciais e registradas, pertencendo a Stratasys Ltd., suas subsidiárias ou afiliadas. Todas as outras marcas comerciais pertencem aos seus respectivos proprietários.

Matrizes corporativas: Minneapolis, Minnesota (EUA) e Rehovot (Israel)

Informações online: www.stratasys.com, http://blog.stratasys.com and LinkedIn

GPCOM Comunicação Corporativa – Assessoria da Stratasys

Clezia Martins Gomes - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

(11) 3129-5158 / (11) 99112-6942

A solução automatiza a captura de documentos na origem, melhorando o atendimento ao cliente, a precisão e o compliance

Lexington, Kentucky, 18 de setembro de 2017 - A Lexmark International, Inc., líder global em tecnologias de impressão e imagem, lança hoje a solução “Lexmark Smart Document Capture for Banking”, plataforma que agiliza os processos baseados em papel por área, ajudando os bancos a melhorar o atendimento ao cliente, a precisão e a conformidade (compliance).

A Lexmark Smart Document Capture for Banking permite que as áreas e os parceiros do setor bancário processem documentos diretamente da impressora multifuncional inteligente Lexmark (MFP), para que os clientes possam abrir rapidamente novas contas, obter aprovações de empréstimo, fazer hipotecas e muito mais. É uma solução que possibilita que os interessados fiquem informados sobre todas as etapas dos processos.

"Esses processos podem manter os clientes das instituições financeiras aguardando dias, pois as documentações passam por etapas de entrada, revisão e validação manual. Este tempo de espera, percebido como serviço ruim, faz com que os clientes pensem ou decidam levar seus negócios para outro lugar", explica Larry Early, diretor para a Indústria de Serviços Financeiros da Lexmark.

Segundo Early, os bancos estão sob extrema pressão para revolucionar a experiência do cliente e fornecer interações digitais, eficientes e compatíveis, o que torna automatizar os processos manuais, baseados em papel, um passo significativo para esta transformação para o futuro.

A plataforma Lexmark Smart Document Capture for Banking representa uma inovação dos serviços de MFP da Lexmark para o setor por dar maior inteligência ao processo à medida que os documentos são coletados diretamente com o cliente. Conheça melhor suas características:

  • A tecnologia de processamento de documentos é baseada em uma interface de tela sensível ao toque do equipamento MFP para garantir que todas as informações e documentação necessárias estejam instaladas.
  • As notificações e alertas automatizadas mantêm clientes e funcionários informados, alertando ambos quando são necessárias documentação ou informações adicionais.
  • A Integração direta com a maioria das plataformas de software bancário e sistemas back end aproveita a infraestrutura existente do banco, permitindo uma experiência multicanal aos clientes.
  • A plataforma gera trilhas de auditoria digital, que ficam disponíveis para demonstrar conformidade com os requisitos e regulamentos do banco.

"Nossos clientes do setor bancário estão focados em transformar a experiência para atender às expectativas dos consumidores e a Lexmark está ajudando a fazer exatamente isso com a solução Lexmark Smart Document Capture for Banking”, afirma Allen Waugerman, vice-presidente sênior e diretor de Tecnologia da Lexmark. Ele explica ainda que a nova plataforma é a mais recente adição à oferta de soluções bancárias da Lexmark, sendo projetada para automatizar processos baseados em papel para que os bancos possam oferecer atendimento ao cliente, tornar mais eficientes as operações de back office e melhorar questões de compliance.

A Lexmark Smart Document Capture for Banking é uma solução customizada, que pode ser contratada por meio dos canais autorizados da Lexmark ou diretamente de com a Lexmark.

Recursos de Suporte

Aprenda mais sobre a Lexmark Smart Document Capture for Banking.

Saiba como a Lexmark Banking Solutions pode transformar suas operações.

Assista ao video e saiba como o Associated Bank se beneficiou com esta solução da Lexmark.

Inscreva-se no LexmarkNews Blog.

Sobre a Lexmark

A Lexmark cria soluções e tecnologias de imagem inovadoras que ajudam clientes em todo o mundo a imprimir, proteger e gerenciar informações, com facilidade, eficiência e valor incomparável. Abra as possibilidades em Lexmark.com.

A Lexmark e o logotipo da Lexmark são marcas comerciais da Lexmark International, Inc., registradas nos EUA e em outros países. Todas as outras marcas comerciais são propriedade de seus respectivos proprietários.

O "Ciclo de Trabalho Mensal Máximo" é definido de acordo com o número máximo de páginas que um dispositivo pode entregar em um mês, usando uma operação multifolhas. Esta métrica fornece uma comparação de robustez em relação a outras impressoras MFPs da Lexmark.

As velocidades de impressão e cópia são medidas conforme a ISO / IEC 24734 e excluem o primeiro conjunto de documentos de teste. Para mais informações, consulte: www.lexmark.com/ISOspeeds. Para mais informações sobre as funções dos produtos, cartuchos de reposição para uso em regiões geográficas específicas acesse: www.lexmark.com/regions.

GPCOM Comunicação Corporativa – Assessoria da Stratasys

Clezia Martins Gomes - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Giovanna Picillo

(11) 3129-5158 

A solução automatiza a captura de documentos na origem, melhorando o atendimento ao cliente, a precisão e o compliance

Lexington, Kentucky, 18 de setembro de 2017 - A Lexmark International, Inc., líder global em tecnologias de impressão e imagem, lança hoje a solução “Lexmark Smart Document Capture for Banking”, plataforma que agiliza os processos baseados em papel por área, ajudando os bancos a melhorar o atendimento ao cliente, a precisão e a conformidade (compliance).

A Lexmark Smart Document Capture for Banking permite que as áreas e os parceiros do setor bancário processem documentos diretamente da impressora multifuncional inteligente Lexmark (MFP), para que os clientes possam abrir rapidamente novas contas, obter aprovações de empréstimo, fazer hipotecas e muito mais. É uma solução que possibilita que os interessados fiquem informados sobre todas as etapas dos processos.

"Esses processos podem manter os clientes das instituições financeiras aguardando dias, pois as documentações passam por etapas de entrada, revisão e validação manual. Este tempo de espera, percebido como serviço ruim, faz com que os clientes pensem ou decidam levar seus negócios para outro lugar", explica Larry Early, diretor para a Indústria de Serviços Financeiros da Lexmark.

Segundo Early, os bancos estão sob extrema pressão para revolucionar a experiência do cliente e fornecer interações digitais, eficientes e compatíveis, o que torna automatizar os processos manuais, baseados em papel, um passo significativo para esta transformação para o futuro.

A plataforma Lexmark Smart Document Capture for Banking representa uma inovação dos serviços de MFP da Lexmark para o setor por dar maior inteligência ao processo à medida que os documentos são coletados diretamente com o cliente. Conheça melhor suas características:

  • A tecnologia de processamento de documentos é baseada em uma interface de tela sensível ao toque do equipamento MFP para garantir que todas as informações e documentação necessárias estejam instaladas.
  • As notificações e alertas automatizadas mantêm clientes e funcionários informados, alertando ambos quando são necessárias documentação ou informações adicionais.
  • A Integração direta com a maioria das plataformas de software bancário e sistemas back end aproveita a infraestrutura existente do banco, permitindo uma experiência multicanal aos clientes.
  • A plataforma gera trilhas de auditoria digital, que ficam disponíveis para demonstrar conformidade com os requisitos e regulamentos do banco.

"Nossos clientes do setor bancário estão focados em transformar a experiência para atender às expectativas dos consumidores e a Lexmark está ajudando a fazer exatamente isso com a solução Lexmark Smart Document Capture for Banking”, afirma Allen Waugerman, vice-presidente sênior e diretor de Tecnologia da Lexmark. Ele explica ainda que a nova plataforma é a mais recente adição à oferta de soluções bancárias da Lexmark, sendo projetada para automatizar processos baseados em papel para que os bancos possam oferecer atendimento ao cliente, tornar mais eficientes as operações de back office e melhorar questões de compliance.

A Lexmark Smart Document Capture for Banking é uma solução customizada, que pode ser contratada por meio dos canais autorizados da Lexmark ou diretamente de com a Lexmark.

Recursos de Suporte

Aprenda mais sobre a Lexmark Smart Document Capture for Banking.

Saiba como a Lexmark Banking Solutions pode transformar suas operações.

Assista ao video e saiba como o Associated Bank se beneficiou com esta solução da Lexmark.

Inscreva-se no LexmarkNews Blog.

Sobre a Lexmark

A Lexmark cria soluções e tecnologias de imagem inovadoras que ajudam clientes em todo o mundo a imprimir, proteger e gerenciar informações, com facilidade, eficiência e valor incomparável. Abra as possibilidades em Lexmark.com.

A Lexmark e o logotipo da Lexmark são marcas comerciais da Lexmark International, Inc., registradas nos EUA e em outros países. Todas as outras marcas comerciais são propriedade de seus respectivos proprietários.

O "Ciclo de Trabalho Mensal Máximo" é definido de acordo com o número máximo de páginas que um dispositivo pode entregar em um mês, usando uma operação multifolhas. Esta métrica fornece uma comparação de robustez em relação a outras impressoras MFPs da Lexmark.

As velocidades de impressão e cópia são medidas conforme a ISO / IEC 24734 e excluem o primeiro conjunto de documentos de teste. Para mais informações, consulte: www.lexmark.com/ISOspeeds. Para mais informações sobre as funções dos produtos, cartuchos de reposição para uso em regiões geográficas específicas acesse: www.lexmark.com/regions.

GPCOM Comunicação Corporativa – Assessoria da Stratasys

Clezia Martins Gomes - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Giovanna Picillo

(11) 3129-5158 

Com a retomada do crescimento no setor imobiliário, empresas alagoanas firmam parcerias
Publicado em Negócios

Juntas, Thiago Dantas Negócios Imobiliários e MME empreendimentos buscam fidelizar clientes.

Assessoria

O mercado imobiliário voltou a dar sinais de reação frente a crise neste segundo semestre do ano. Segundo os Indicadores Nacionais do Mercado Imobiliário, apresentado pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), o volume de imóveis novos cresceu 59,8% e as vendas aumentaram 17,4% nesse período. Em Alagoas, as empresas buscam parcerias para aproveitar melhor o momento e fomentar seus negócios.

É o caso da empresa alagoana, Thiago Dantas Negócios Imobiliários que recentemente firmou parceira com a Macéio Mar Empreendimentos (MME). O trabalho em conjunto das empresas pretende alavancar os negócios de ambas, fidelizando clientes e estreitando os laços entre construtora e corretores de imóveis.

À frente da MME, Luiz André Vasconcelos, conta que a parceria entre as empresas surgiu pela semelhança nas políticas de atuação e ideais. “O Thiago Dantas foi intermediador de um de nossos empreendimentos, o Le Grand, que foi um grande sucesso. Após muitas conversas e negociações percebemos uma semelhança na forma de atuação das empresas, levando sempre em consideração itens como transparência e credibilidade, por isso, essa parceira é fruto de um processo muito natural”, explica Vasconcelos.

Para Thiago Dantas, os laços foram estreitados devido à forma de atuação da MME no mercado alagoano, trazendo empreendimentos novos para região. “A MME, apesar de ser uma empresa nova no ramo, traz em seus empreendimentos conceitos modernos, com inovações para o mercado local, como o Acqua Suítes, por exemplo, que são apartamentos com novas dimensões que atendem a demanda do mercado atual”, explica Thiago Dantas.

FT17 revela histórias inspiradoras de vida e negócios
Publicado em Outros

O que deu certo e errado nos quadrinhos da Marvel e DC Comics, o novo consumidor omnichannel, a filosofia do skate para marcas, o futuro do trabalho, da educação e do dinheiro como conhecemos; Empoderamento feminino na construção civil; como preparar um bom pitch? o que é biomimética?, finanças descomplicadas, são apenas alguns dos temas das atividades do Festival da Transformação 2017 (FT17), maior hub de conteúdo da história de Porto Alegre, que acontece nos dias 28 e 29 de outubro. Em diferentes formatos de interação com o público como workshops, pitches, palestras e conversas, o FT17 divulga primeira parte das mais de 450 atividades que compõem a grade do evento nos quatro pilares de conhecimento: Inovação, Tecnologia, Empreendedorismo e Marketing.

Entre as histórias inspiradoras e inovadoras que serão trazidas está a Carol Pimentel, Editora na Marvel Panini, que vai falar sobre o que deu certo e errado nos quadrinhos mainstream da Marvel e DC Comics. Ela é responsável pelos quadrinhos do Homem-Aranha, Wolverine, Homem-Aranha & Deadpool, X-Men e por diversas Coleções Históricas; Bia Kern, Fundadora e Coordenadora da OSC Mulher em Construção, organização que desenvolve há 11 anos oficinas de formação na área da construção civil para mulheres, visando seu empoderamento no setor; Bruno Bitencourt, co-fundador e professor da Escola Convexo, iniciativa educacional que se baseia no empreendedorismo, comunicação e lógica para potencializar lideranças dentro de escolas e das comunidades nas quais elas estão inseridas; Cassio Grinbeg, sobre como a filosofia do skate — antimainstream, atuação hacker, assumir riscos — pode ajudar no crescimento de pessoas, marcas, inovação e empreendedorismo; Papo de Grana: suas finanças descomplicadas será o tema do workshop de Tito Gusmão, empreendedor desde os 14 anos, quando vendia produtos eletrônicos de porta em porta e agora Co-Fundador do Warren, uma plataforma de investimentos; a Biomimética, conceito que ensina como a natureza pode auxiliar a resolver problemas complexos inspirados pelas soluções geniais dos organismos naturais, com Giane Cauzzi Brocco. Histórias de vida e negócio que se misturam e vão da academia ao mercado, do mercado financeiro à saúde, passando por startups e grandes players, poderão ser conhecidos no FT17.

“Com formato inovador, o FT17 prioriza conteúdos e co-criação. As atividades estão sendo construídas com curadoria colaborativa, são pessoas e empresas pensando juntas e agindo na transformação dos negócios e na forma de criar valor para o mundo”, destaca Alexandre Cruz – Diretor Executivo da ADVB/RS.  


INGRESSOS – 1ᵒ LOTE PODE SER ADQUIRIDO COM VALOR ÚNICO


O 1ᵒ lote de ingressos do FT17 já pode ser adquirido no site www.ft.poa.br com inscrição de valor único para todo o festival de R$ 220,00.

SOBRE O FT17

Promovido pela ADVB/RS, o festival contará com mais de 450 atividades entre palestras, workshops, meetings, pitches e shows, além de ações simultâneas como feira gastronômica com food trucks, exposição de artes, rodadas de negócios, startups, games, yoga e muito mais.


Alinhado aos grandes eventos de inovação mundiais como SXSW, o FT17 vai proporcionar experiências simultâneas, internas e externas, e descentralizadas em uma estrutura com atividades para todos os gostos. As atividades acontecerão em salas de aula do campus, trazendo maior possibilidade de interação entre o público e os facilitadores.

Entre as atividades e parceiros do festival estarão a IBM; a Plan XP, com experiências interativas, realidade virtual e realidade aumentada; shows, com bandas do cenário gaúcho e nacional, com curadoria da Loop Reclame; simuladores da BS Motion, uma plataforma com realidade virtual e simulação de movimento; toda a estrutura digital da 4all; desafios tecnológicos, workshops e mentorias do SEBRAE e discussão de temas como biociência, bitcoins, blockchain e muito mais.


Imagem divulgação: https://www.dropbox.com/sh/8o7et0ci7xwc10c/AADWXhZl86bexxpw309QYvpSa?dl=0

SERVIÇO

O que: Festival da Transformação 2017 (FT17)

Quando: 28 e 29 de outubro (sábado e domingo)

Onde: Campus B e C da ESPM/Sul (Rua Guilherme Schell, 350, Santo Antônio) – Porto Alegre/RS

Informações e inscrições: www.ft.poa.br

Inscrição valor único: R$ 220,00 (1ᵒ lote)

Para seguir: https://twitter.com/ftpoa

https://www.instagram.com/ftpoa/

https://www.facebook.com/FTPOARS

Palavras chave: FT17; festival; ADVB/RS; inovação; evento; empreendedorismo; tecnologia; convergência; negócios; marketing; disrupção;


INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA

Grazieli Gotardo – 51 – 99162-0568 –
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Tatiane Mizetti (Conrerp/4ª 2820) – 51 99235-8086
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
51 - 3398-7958
Reverso Comunicação Integrada (Conrerp/4ª PJ116)
www.reversocomunicacao.com.br

Ricoh moderniza fábrica e aumenta produtividade substituindo ferramentas metálicas por peças customizadas e mais leves impressas em 3D
Gabaritos e acessórios customizados e mais leves são impressos em 3D em apenas um dia, enquanto as ferramentas produzidas em metal por terceiros levavam duas semanas para ficar prontas. Esta substituição fez com que a Ricoh melhorasse a eficiência da produção de suas impressoras de grandes formatos.
A eficiência e a satisfação dos operadores também melhorou significativamente, o que estimulou a modernização dos processos produtivos da Ricoh.
 
Assista ao vídeo para ver como a Ricoh transformou sua linha de montagem de impressoras de grandes formatos com tecnologia de manufatura aditiva da Stratasys
Minneapolis, Minnesota (EUA) e Rehovot (Israel) — A Stratasys  (Nasdaq:SSYS), empresa de soluções de impressão 3D e manufatura aditiva, anuncia que a Ricoh do Japão está substituindo ferramentas tradicionais e gabaritos de metal por acessórios impressos em 3D customizados para a linha de montagem do seu Centro de Tecnologia de Produção - aperfeiçoando a eficiência e minimizando erros manuais.  A linha de montagem, localizada na área nordeste da Ricoh Industries, na prefeitura de Miyagi, no Japão, é dedicada especificamente à produção de impressoras de grandes formatos.
Ao produzir ferramentas duráveis em termoplástico ABS na impressora 3D Stratasys Fortus 900mc Production, a Ricoh consegue customizar cada ferramenta, reproduzindo com precisão a geometria da peça e reduzindo seu peso total. Isso permitiu à empresa acelerar o processo de fabricação no qual cada operador administra, em geral, mais de 200 peças por dia.
Isto é importante porque a Ricoh desenvolve e produz equipamentos de escritório de alta qualidade, como copiadoras, escâneres e projetores. E a natureza competitiva da indústria eletrônica a levou a buscar novas formas de acelerar o lançamento de produtos, mantendo ou reduzindo seus custos de produção. 
"Como estamos produzindo um número enorme de peças, é preciso muito tempo e esforço para identificar os gabaritos e acessórios específicos para cada equipamento. Este processo manual tornou-se ainda mais longo à medida que o número de componentes cresce, exigindo que um operador examine a forma, a orientação e o ângulo de cada peça, antes de retirar uma ferramenta e colocá-la novamente em seu dispositivo original”, afirma Taizo Sakaki, gerente sênior de Desenvolvimento de Negócios do Grupo Ricoh.
Segundo ele, os operadores estavam ocasionalmente aborrecidos com as muitas ferramentas diferentes e a Ricoh procurou uma maneira de agilizar a produção de ferramentas para equiparar com a programação de linha de montagem. "Agora, com a impressão 3D da Stratasys, nós podemos customizar as ferramentas e gabaritos de acordo com as peças e produzi-las sob demanda, o que nos ajuda a reestruturar e modernizar nosso processo de produção”, explica Sakaki.
Liberdade de design geométrico: otimize sua linha de montagem com a impressão 3D de gabaritos e assessórios
Antes da impressão 3D, a Ricoh terceirizava a produção de ferramentas de corte da máquina, o que demorava duas semanas ou mais. Agora, os operadores da Ricoh podem determinar a forma e a geometria de um acessório, que corresponde à sua parte associada, por meio do software CAD 3D e imprimir em 3D em um dia. Isso deixa os operadores com mais tempo para atender a outras estações. Além disso, novos colaboradores podem, agora, se adaptar às ferramentas e às estações de trabalho em dois dias, o que anteriormente levava pelo menos uma semana. Os gabaritos e acessórios também são muito mais leves, para que os trabalhadores possam usá-los por um longo período de tempo sem fadiga.
"A solução de impressão 3D Stratasys Fortus 900mc Production nos permite realizar projetos que são difíceis de replicar com métodos de corte convencionais, como interiores ocos, curvas ou formas complexas. Além disso, o material usado para impressão em 3D das peças é muito forte e antiestático, o que é importante devido a grande quantidade de componentes eletrônicos que estamos montando, aumentando as vantagens da solução de impressão 3D da Stratasys", reforça Sakaki. 
Um catalisador de inovação com a Manufatura Digital
A linha de montagem de impressoras de grandes formatos da Ricoh foi pioneira na adoção da manufatura digital e a empresa continua a explorar áreas nas quais a impressão 3D pode ser aplicada para acelerar os fluxos de trabalho, como moldagem e produção de baixos volumes, a fim de liberar mais recursos e ampliar o alcance para sua base diversificada de clientes.
"A Ricoh acredita nesta tecnologia e estamos muito satisfeitos em liderar a indústria na adoção de inovação em nossos negócios. Nossa linha de produção se tornou mais flexível e está organizada de forma mais eficiente, além de nossos operadores estarem todos felizes com isso", diz Masami Hirama, diretor do Centro de Inovação de Produção da Ricoh.
A Stratasys, por sua vez, está sempre empenhada em ajudar seus clientes a superar os desafios e obstáculos dos fluxos de trabalho e dos processos tradicionais com um ecossistema completo, que inclui expertise, tecnologias e serviços de impressão 3D. “A Ricoh ilustra perfeitamente a forma como as ferramentas de fabricação impressas em 3D com as tecnologias de manufatura aditiva da Stratasys capacitam os fabricantes a ganhar eficiência e flexibilidade, tornando-se cada vez mais competitivos", comenta Omer Krieger, presidente da Stratasys para o Japão e Ásia. 
Krieger completou ainda que os gabaritos e acessórios customizados impressos em 3D desempenham papel importante ao possibilitar que as empresas lancem os produtos no mercado mais rapidamente, sendo um ótimo exemplo de como a Stratasys aplica inovação significativa aos objetivos e aspirações dos fabricantes.“Sempre que você pode reduzir um processo de semanas a dias - essa é uma solução que vale a pena explorar", completa o executivo da Stratasys. 
Sobre a Stratasys
A Stratasys (NASDAQ: SSYS) é líder mundial em soluções de tecnologia aditiva aplicada às indústrias, incluindo aeroespacial, automotiva, saúde, bens de consumo e educação. Por quase 30 anos, um foco intenso e contínuo nos requisitos de negócios dos clientes tem alimentado inovações significativas - 1.200 patentes de tecnologia aditivas concedidas e pendentes - que criam um novo valor nos processos do ciclo de vida do produto, desde protótipos de design até ferramentas de fabricação e peças para uso final. O ecossistema de impressão 3D Stratasys de soluções e expertise - materiais avançados; software com controle de nível de voxel; impressoras 3D FDM e PolyJet precisas, com alta capacidade de repetibilidade e confiáveis; serviços especializados em aplicações; peças sob demanda e parcerias que definem a indústria - trabalha para assegurar uma integração perfeita no fluxo de trabalho em constante evolução de cada cliente. Cumprindo o potencial real da manufatura aditiva, a Stratasys oferece aplicações inovadoras específicas para a indústria que aceleram os processos de negócios, otimizam as cadeias de valor e impulsionam as melhorias no desempenho dos negócios para milhares de líderes prontos para o futuro em todo o mundo. Sede corporativa: Minneapolis, Minnesota e Rehovot, Israel
As marcas Stratasys e Fortus são comerciais e registradas, pertencendo a Stratasys Ltd., suas subsidiárias ou afiliadas. Todas as outras marcas comerciais pertencem aos seus respectivos proprietários.
 
Matrizes corporativas: Minneapolis, Minnesota (EUA) e Rehovot (Israel) 
Informações online: www.stratasys.com, http://blog.stratasys.com and LinkedIn
 
GPCOM Comunicação Corporativa – Assessoria da Stratasys
Clezia Martins Gomes - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(11) 3129-5158 / (11) 99112-6942
 
 
Ação promove networking e fomenta negociações no Cantuquiriguaçu
Publicado em Negócios

Sessões de Negócios aconteceram em agosto nos municípios de Laranjeiras do Sul e Quedas do Iguaçu; resultados surpreenderam e novos encontros devem acontecer ainda em setembro

Empresários ligados as associações comerciais e empresariais de Laranjeiras do Sul e Quedas do Iguaçu participaram pela primeira vez de evento com metodologia aplicada pelo Sebrae/PR em parceria com Sicredi, Acils e Aciqi, para gerar negócios entre empresas. As Sessões de Negócios aconteceram nos dias 16 e 17 de agosto e reuniram 49 empresas em cada um dos municípios. Além de promover a integração empresarial durante os encontros, a ação refletiu em negociações futuras por meio da prospecção de mercado.

De acordo com o consultor do Sebrae/PR, Edson Braga da Silva, as Sessões de Negócios nos dois municípios foram resultado da parceria entre instituições que têm em seu DNA o fomento ao empreendedorismo. “A ação foi conjunta entre o Sebrae/PR e Sicredi com a Associação Comercial e Empresarial de Laranjeiras do Sul (Acils) e Associação Comercial e Empresarial de Quedas do Iguaçu (Aciqi) visando mais uma maneira de promover negócios aos empresários”, destaca.

Para Evandro Franco, gerente regional do Sicredi, a metodologia da Sessão de Negócios foi oportuna e criou um entrosamento de negócios entre os participantes. “O ponto forte da ação é o networking, na qual o empresário tem a oportunidade de apresentar seus diferenciais, produtos e serviços a quase 50 outros potenciais clientes em um mesmo local. Mesmo em cidades pequenas, percebemos que muitos sequer se conheciam”, reconhece Franco.

O primeiro encontro aconteceu em Laranjeiras do Sul, na sede da Acils, no dia 16 de agosto. “Tínhamos uma ideia do processo, mas ficamos maravilhados e surpreendidos com os resultados. Os participantes elogiaram muito e há pedidos para que se façam novos encontros. Já realizamos outras ações de estímulo aos negócios dos associados, mas esta foi a primeira em que oportunizamos negociações entre as empresas”, sinaliza o Secretário Executivo da Acils, Luiz Ederson de Almeida.

Na avaliação do presidente da Aciqi, João Comann, a aceitação da metodologia em Quedas do Iguaçu, município em que a Sessão de Negócios aconteceu no dia 17 de agosto, também foi muito positiva. “Cedemos espaço para que o Sebrae/PR e Sicredi pudessem oportunizar essa ação inédita aos nossos associados. Mesmo que a venda em si não tenha acontecido para todas as empresas durante o evento, o processo de relacionamento entre elas foi muito interessante e gera contatos futuros”, frisa.

A metodologia funciona com um conjunto de 25 ou 49 empresas que se integram como em um circuito de breves apresentações. “Nesse movimento, cada um tem a oportunidade de apresentar seus produtos ou serviços para todas as outras, sem que haja repetição. É um evento ágil e dinâmico, em que o tempo de apresentação individual é de dois minutos. Além disso, os empresários têm a oportunidade de deixar materiais de apoio para contatos futuros com os participantes”, explica Edson Braga, do Sebrae/PR.

Resultados

Luiz Alexandre Osório tem uma empresa de serviços de telecomunicações em Quedas do Iguaçu e foi um dos participantes da Sessão de Negócios no município. “Saí de lá conhecendo mais a fundo muitos negócios que não sabia do potencial nem da qualidade, mesmo estando na mesma cidade. Em troca, tive a oportunidade de apresentar os diferenciais da minha empresa que tem como concorrentes diretos as grandes redes de telecomunicação. Apesar das apresentações serem rápidas, foi muito proveitoso e nos possibilitou, dias depois, novos negócios”, comenta.

O empresário enfatiza que uma das empresas para a qual apresentou seus serviços de telecomunicação durante a Sessão de Negócios dias depois virou cliente. “Eles sabiam que a gente existia, mas não sabiam da nossa preocupação com a qualidade dos serviços e preocupação com o cliente. Com isso, acabaram encerrando o contrato com uma empresa de fora e contrataram nosso pacote de internet para a empresa”, comemora Luiz Alexandre Osório.

“Isso acontece com muita frequência, mesmo em municípios de pequeno porte, onde há um número menor de empresas: muitas não se conhecem ou se conhecem pouco. Ações como essas, das sessões de negócios, oportunizam a integração e acabam gerando negociações. É um trabalho novo aqui na região, mas que, com certeza serão exemplos para a realização de novas sessões, estimulando negócios que façam com que o dinheiro gire no território”, observa Edson Braga da Silva.

Empresário do segmento de segurança em Laranjeiras do Sul, Alexsander Augusto Kovalski, teve as expectativas superadas com o evento. “A gente tende a resistir a ideias novas num primeiro momento. Mas quando começamos a trocar informações, foi muito agradável. Começamos a criar prospecções, visualizar novos negócios. Foi muito gratificante participar, vou levar bons exemplos e, inclusive me interessei por alguns produtos apresentados”, assinala.

No mesmo dia do evento, Kovalski fechou negócio com outro participante, adquirindo um veículo para sua empresa. “Além de fazer negócios, também pude ouvir feedback positivos de empresas que já são clientes e apresentei novos serviços. Quebrei paradigmas ao participar e vi que, realmente, quem não participa é porque não conhece o potencial dos resultados de encontros como esses”, ressalta o empresário de Laranjeiras do Sul.

Aprovação

Dias após a realização das primeiras Sessões de Negócios no Território Cantuquiriguaçu, a procura de empresários e instituições interessadas em promover novos encontros se intensificou. “Estamos programando uma Sessão de Negócios para o final deste mês em Guaraniaçu. Entretanto, também há a possibilidade de realizar o evento com empresas de cidades vizinhas de menor porte, a exemplo do que aconteceu em Laranjeiras, na qual participaram empresas do entorno, como Virmond e Rio Bonito”, sinaliza Evandro Franco, do Sicredi.

“Por conta dos reflexos positivos, o Sicoob também nos procurou para promover novo encontro de negócios”, acrescentam os representantes das associações empresariais de Laranjeira do Sul e Quedas do Iguaçu, Luiz Ederson de Almeida e João Comann.

Sueli Muruci, diretora da TBO Holidays Brasil
Publicado em Negócios

O Grupo TBO Holidays, um dos maiores portais voltados para prestação de serviço à indústria do turismo, está concorrendo a um dos principais prêmios do turismo internacional. Trata-se do World Travel Awards, que em sua 24ª edição visa reconhecer, recompensar e celebrar a excelência em todos os setores da indústria do turismo.

Anualmente, o World Travel Awards realiza uma série de cerimônias regionais organizadas para reconhecer e celebrar o sucesso individual e coletivo dentro de cada região geográfica do globo. Em 2017, por exemplo, serão realizados eventos na Ásia (Xangai, China), Europa (São Petersburgo, Rússia), Oriente Médio (Dubai), África e Oceano Índico (Ruanda), América do Norte & Caribe (Ilhas Turcas e Caicos) e América Latina (Riviera Maya, México).

A TBO Holidays concorre na categoria “Maior Provedor de viagens B2B no Oriente Médio” (“Middle East’s Leading B2B Travel Provider”). Todos os vencedores regionais participarão ainda da grande final do World Travel Awards, que acontecerá em dezembro, com presença de alguns dos principais players do setor, além de líderes governamentais, industriais e da mídia internacional.

“Participar de uma grande competição como o World Travel Awards mostra a força da nossa marca no mundo. Apesar de ainda estarmos engatinhando no Brasil, em outros mercados que já atuamos a mais tempo somos referência em nosso setor. Acredito que em pouco tempo estaremos nesse mesmo patamar, também por aqui”, afirma Sueli Muruci, diretora da TBO Holidays no Brasil.

Com uma plataforma com mais de 300 mil hotéis em todo o mundo, a TBO Holidays permite a realização de reservas em tempo real. Além disso, também através do portal, é possível solicitar ao hotel quaisquer serviços especiais como quartos interligados, unidades para não fumantes, cama king size, café da manhã, entre outras coisas. Como esses pedidos podem ser feitos diretamente online, sem a necessidade de encaminhar um e-mail, o agente ganha tempo precioso durante o processo de efetuar sua reserva.

Sobre a TBO Holidays

Presente em 52 países e com mais de 21 mil clientes em todo mundo, a TBO Holidays é um portal de viagens B2B. Há mais de 15 anos atuando no mercado, a multinacional conta hoje com cerca de 18 mil parceiros ao redor do globo. Com sua matriz em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, a TBO Holidays faz parte do Grupo Naspers, que controla também grandes companhias digitais como o Buscapé e o Bondefaro.

Cerca de três mil estudantes conheceram o Startup Garage em Cascavel
Publicado em Negócios

Iniciativa do Sebrae/PR, Startup Garage será desenvolvido em seis cidades paranaenses; Centro Universitário FAG será o representante no Oeste do PR

Estudantes do Centro Universitário FAG de Cascavel conheceram, entre segunda e quarta-feira (30), o funcionamento do projeto criado pelo Sebrae/PR, o Startup Garage. Ele será aplicado em seis universidades particulares do Estado e tem como objetivo incentivar o empreendedorismo nos acadêmicos, capacitando e dando suporte à criação e desenvolvimento de novas ideias de negócios.

De acordo com o gerente regional do Sebrae/PR, Orestes Hotz, o projeto é resultado da união entre dois grandes programas da entidade. “Unimos o trabalho de estímulo ao empreendedorismo no ambiente do Ensino Superior, com o Programa Educação Empreendedora, ao Ciclo de Capacitações Startup/PR, programa que auxilia pessoas que tem ideias inovadoras a transformá-las em negócios no modelo de startup”, resume.

Na parceria, enquanto o Sebrae/PR fica responsável pelo planejamento e assessoria ao projeto, o Centro Universitário FAG cede o espaço para as capacitações e um professor para coordenar as atividades. “Essa ação vem ao encontro dos objetivos da Instituição e complementará o projeto do Centro de Empreendedorismo da FAG, também resultado de parceria com o Sebrae, que está previsto para ser lançado em outubro de 2017”, destaca a professora Luciana Ferraz, que está à frente do projeto.

A intenção é que cerca de três mil estudantes dos penúltimos e antepenúltimos anos de todos os cursos do Centro Universitário FAG tenham conhecimento do Startup Garage e sejam sensibilizados a participar da seletiva da primeira fase do projeto. “Estimamos que perto de 200 estudantes concorram as 40 vagas para a segunda fase do Startup Garage. É nesta fase que serão criadas as equipes e as ideias serão formatadas”, aponta a consultora do Sebrae/PR, Nara Regiane Reinheimer Pick.

Etapas

O Startup Garage é dividido em fases. A primeira, de sensibilização e seleção dos acadêmicos deve durar quatro semanas e envolver cerca de 200 estudantes. A segunda, com duração de nove semanas e com o grupo de 40 acadêmicos, será para formação das equipes. “Neste momento, os acadêmicos vão trabalhar questões como comportamento empreendedor, tendências do mercado e modelo de negócios. Ao final das nove semanas, passarão por uma banca formada por professores e consultores, para apresentar as ideias de negócios”, explica o consultor do Sebrae/PR, Osvaldo Cesar Brotto.

A fase seguinte também tem duração de nove semanas e será focada no desenvolvimento das ideias apresentadas incluindo pesquisa de mercado e prototipagem. Para a avaliação, uma banca de especialistas selecionará as quatro melhores ideias que avançam para a quarta e última fase. Nesta, terão a oportunidade de participar do Empretec, capacitação oferecida pelo Sebrae/PR e reconhecida por transformar a visão e comportamento dos empreendedores.

A última fase dura 18 semanas e compreenderá a criação de site, estabelecimento de canais de vendas, formação de preços, a legalização da empresa e a formalização da primeira venda. Após a avaliação da banca junto a investidores, as equipes terão a oportunidade de buscar auxílio no lançamento das empresas no mercado.

Incentivo

A fim de inspirar os estudantes das instituições de ensino superior participantes do Startup Garage, os eventos de lançamento do projeto aos acadêmicos contam com a participação de empreendedores em startups. Em Cascavel, contaram seus relatos pessoais os empreendedores Marco Antônio Zanatta, de Cascavel, egresso da FAG e criador da startup Aprova Digital; e Maurício Reck, de Curitiba, da startup Una Smart, que contou, em particular, uma história de incentivo ao empreendedorismo.

“Minha graduação (em engenharia de controle e automação), em Santa Catarina, foi em instituição pública. O mestrado (engenharia de produção, nos Estados Unidos, também foi por meio público (Ciência Sem Fronteiras). Meu papel, agora, é de ‘give back’, retribuir aqui no Brasil o investimento a mim proporcionado. Contar minhas experiências com startups e empreendedorismo para estudantes nas universidades me faz lembrar e ser muito grato da trajetória”, comenta Maurício Reck.

Na apresentação aos acadêmicos do Centro FAG, Reck enfatizou cinco conselhos que daria a si mesmo na época em que estava na universidade. “O primeiro é aprender, buscar conhecimento sempre. Segundo, é ter mentores que te auxiliem e isso é muito mais fácil quando se está dentro da universidade, onde muita gente quer te ajudar. Em terceiro lugar, fazer networking. Em quarto, ter um bom ‘time’ ao seu lado, busque sempre quatro a cinco pessoas mais inteligentes que você. E, o quinto conselho é ‘comece agora’, pois quando mais se aprende, maior é a chance da ‘paralisia por análise’, na qual você não arrisca por medo”, contextualiza.

Cerca de três mil estudantes conheceram o Startup Garage em Cascavel
Publicado em Negócios

Iniciativa do Sebrae/PR, Startup Garage será desenvolvido em seis cidades paranaenses; Centro Universitário FAG será o representante no Oeste do PR

Estudantes do Centro Universitário FAG de Cascavel conheceram, entre segunda e quarta-feira (30), o funcionamento do projeto criado pelo Sebrae/PR, o Startup Garage. Ele será aplicado em seis universidades particulares do Estado e tem como objetivo incentivar o empreendedorismo nos acadêmicos, capacitando e dando suporte à criação e desenvolvimento de novas ideias de negócios.

De acordo com o gerente regional do Sebrae/PR, Orestes Hotz, o projeto é resultado da união entre dois grandes programas da entidade. “Unimos o trabalho de estímulo ao empreendedorismo no ambiente do Ensino Superior, com o Programa Educação Empreendedora, ao Ciclo de Capacitações Startup/PR, programa que auxilia pessoas que tem ideias inovadoras a transformá-las em negócios no modelo de startup”, resume.

Na parceria, enquanto o Sebrae/PR fica responsável pelo planejamento e assessoria ao projeto, o Centro Universitário FAG cede o espaço para as capacitações e um professor para coordenar as atividades. “Essa ação vem ao encontro dos objetivos da Instituição e complementará o projeto do Centro de Empreendedorismo da FAG, também resultado de parceria com o Sebrae, que está previsto para ser lançado em outubro de 2017”, destaca a professora Luciana Ferraz, que está à frente do projeto.

A intenção é que cerca de três mil estudantes dos penúltimos e antepenúltimos anos de todos os cursos do Centro Universitário FAG tenham conhecimento do Startup Garage e sejam sensibilizados a participar da seletiva da primeira fase do projeto. “Estimamos que perto de 200 estudantes concorram as 40 vagas para a segunda fase do Startup Garage. É nesta fase que serão criadas as equipes e as ideias serão formatadas”, aponta a consultora do Sebrae/PR, Nara Regiane Reinheimer Pick.

Etapas

O Startup Garage é dividido em fases. A primeira, de sensibilização e seleção dos acadêmicos deve durar quatro semanas e envolver cerca de 200 estudantes. A segunda, com duração de nove semanas e com o grupo de 40 acadêmicos, será para formação das equipes. “Neste momento, os acadêmicos vão trabalhar questões como comportamento empreendedor, tendências do mercado e modelo de negócios. Ao final das nove semanas, passarão por uma banca formada por professores e consultores, para apresentar as ideias de negócios”, explica o consultor do Sebrae/PR, Osvaldo Cesar Brotto.

A fase seguinte também tem duração de nove semanas e será focada no desenvolvimento das ideias apresentadas incluindo pesquisa de mercado e prototipagem. Para a avaliação, uma banca de especialistas selecionará as quatro melhores ideias que avançam para a quarta e última fase. Nesta, terão a oportunidade de participar do Empretec, capacitação oferecida pelo Sebrae/PR e reconhecida por transformar a visão e comportamento dos empreendedores.

A última fase dura 18 semanas e compreenderá a criação de site, estabelecimento de canais de vendas, formação de preços, a legalização da empresa e a formalização da primeira venda. Após a avaliação da banca junto a investidores, as equipes terão a oportunidade de buscar auxílio no lançamento das empresas no mercado.

Incentivo

A fim de inspirar os estudantes das instituições de ensino superior participantes do Startup Garage, os eventos de lançamento do projeto aos acadêmicos contam com a participação de empreendedores em startups. Em Cascavel, contaram seus relatos pessoais os empreendedores Marco Antônio Zanatta, de Cascavel, egresso da FAG e criador da startup Aprova Digital; e Maurício Reck, de Curitiba, da startup Una Smart, que contou, em particular, uma história de incentivo ao empreendedorismo.

“Minha graduação (em engenharia de controle e automação), em Santa Catarina, foi em instituição pública. O mestrado (engenharia de produção, nos Estados Unidos, também foi por meio público (Ciência Sem Fronteiras). Meu papel, agora, é de ‘give back’, retribuir aqui no Brasil o investimento a mim proporcionado. Contar minhas experiências com startups e empreendedorismo para estudantes nas universidades me faz lembrar e ser muito grato da trajetória”, comenta Maurício Reck.

Na apresentação aos acadêmicos do Centro FAG, Reck enfatizou cinco conselhos que daria a si mesmo na época em que estava na universidade. “O primeiro é aprender, buscar conhecimento sempre. Segundo, é ter mentores que te auxiliem e isso é muito mais fácil quando se está dentro da universidade, onde muita gente quer te ajudar. Em terceiro lugar, fazer networking. Em quarto, ter um bom ‘time’ ao seu lado, busque sempre quatro a cinco pessoas mais inteligentes que você. E, o quinto conselho é ‘comece agora’, pois quando mais se aprende, maior é a chance da ‘paralisia por análise’, na qual você não arrisca por medo”, contextualiza.