Tecnologia
 
 
Lexington, Kentucky – 21 de julho de 2017 - A Lexmark International, Inc., líder global em tecnologias de impressão e imagem, foi classificada pelo sexto ano consecutivo como líder em serviços de impressão gerenciada (MPS) pela Quocirca, principal empresa de analistas da indústria baseada na Europa. 
O relatório Quocirca Managed Print Services Landscape é uma análise de fornecedores independentes do mercado de MPS empresarial em todo o mundo. Este relatório acaba de constatar que “a Lexmark se destaca no fornecimento de gerenciamento efetivo de impressão em ambientes corporativos altamente distribuídos, além de operações centralizadas dos clientes. Esta característica atrai grandes empresas que operam em vários locais".
“A Lexmark está orgulhosa de ser nomeada líder em MPS leader pela Quocirca pelo sexto ano consecutivo. Isto porque a Quocirca alerta o mercado sobre nossa capacidade de servir eficazmente clientes grandes e globais com base em nossa tecnologia e experiência", afirma Brock Saladin, presidente do Comitê Executivo de direção da Lexmark. 
Segundo o executivo da Lexmark, a dedicação da empresa a ajudar os clientes a gerenciar as tendências da indústria em constante evolução, que tem afetados os negócios diretamente, é o destaca a Lexmark em relação aos concorrentes na arena de serviços de impressão gerenciada.
O relatório Quocirca elogiou a capacidade analítica da Lexmark, dizendo que “a empresa ampliou as ferramentas para gestão proativa com a inclusão de modelos preditivos, que aproveitam os dados registrados pelo sensor dos dispositivos, alertas e mensagens de erro. A opção de usar análises preditivas para antecipar as ações do serviço, identificar tendências no volume de impressão, chamadas de helpdesk ou taxas de intervenção e capturar dados de sensores adicionais dos dispositivos é cada vez mais crítica para garantir a excelência da qualidade dos serviços.”
 
Os principais pontos fortes da Lexmark também citados no relatório incluem:
 
Execução global: a Lexmark tem fortes credenciais quando se trata de execução global, pois oferece um único sistema que apoia todo o seu negócio MPS, o que lhe permite fornecer relatórios e análises globais consolidados. Embora o modelo de entrega global seja atrativo para grandes empresas multinacionais, ele também oferece recursos de entregas regionais fortes, que possibilitam a personalização local. Sua oferta de serviços escalável também garante que empresas de todos os tamanhos possam se beneficiar de uma oferta personalizada de MPS.
Expertise Industrial: as equipes de campo da Lexmark são organizadas pela indústria e apoiadas por especialistas e consultores específicos da indústria, com processos de negócios e experiência técnica da indústria. Isso é aprimorado pelo conjunto maduro de soluções da Lexmark de automação do fluxo de trabalho e de soluções para a indústria.
Analytics: a Lexmark está fazendo investimentos significativos no uso de análises para otimizar os ambientes de saída para seus clientes MPS, bem como melhorar a disponibilidade do dispositivo e agilizar os processos de negócios. Isso propicia uma análise mais profunda do ambiente do cliente e possibilita que a Lexmark identifique e recomende a implementação de serviços específicos de fluxo de trabalho e otimização de processos de negócios.
Read the Quocirca MPS report here.
 
Sobre Quocirca
A Quocirca é uma empresa de pesquisa e análise primária, especializada em avaliar o impacto das Tecnologias da Informação e de Comunicação (TIC) nos negócios. Com um padrão de análise global, fornece insights consistentes para basear os pontos de vista de compradores e influenciadores de grandes, médias e pequenas empresas. Sua equipe de analistas é composta por profissionais atuantes no mercado, que tem a oportunidade de avaliar as soluções TIC em primeira mão para pesquisar e rastrear as inovações desta indústria e analisar os resultados de sua aplicação efetiva nas empresas.
Para mais informações, visite www.quocirca.com
Sobre a Lexmark
 
A Lexmark cria soluções e tecnologias de imagem inovadoras que ajudam clientes em todo o mundo a imprimir, proteger e gerenciar informações, com facilidade, eficiência e valor incomparável. Abra as possibilidades em Lexmark.com.
 
A “Lexmark”, o logotipo Lexmark e “Open the possibilities” são marcas comerciais ou registradas da Lexmark International, Inc., registradas nos Estados Unidos e em outros países. Todas as outras marcas pertencem aos seus respectivos proprietários.
O "Ciclo de Trabalho Mensal Máximo" é definido de acordo com o número máximo de páginas que um dispositivo pode entregar em um mês, usando uma operação multifolhas. Esta métrica fornece uma comparação de robustez em relação a outras impressoras MFPs da Lexmark.
 
As velocidades de impressão e cópia são medidas conforme a ISO / IEC 24734 e excluem o primeiro conjunto de documentos de teste. Para mais informações, consulte: www.lexmark.com/ISOspeeds. Para mais informações sobre as funções dos produtos, cartuchos de reposição para uso em regiões geográficas específicas acesse: www.lexmark.com/regions.
 
 
 
 
Clezia Martins Gomes
(11) 3129-5158 / (11) 99112-6942
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
www.gpcom.com.br
  GP Comunicação
 
 
 
Fernando Pinho: "A premissa básica para obter sucesso no processo de acumulação de reservas financeiras é começar o quanto antes, por volta dos 20 anos de idade."
Publicado em Economia

É deveras preocupante o processo de paralisia da economia brasileira. A nação está de tal maneira envolvida com os desdobramentos referentes aos fatos políticos em curso, que parece não haver energia e foco para priorizar a análise de outros aspectos importantes da vida dos cidadãos comuns, que não dependem das benesses do Estado para custear as próprias despesas.

Dado que o aumento da longevidade e a incapacidade do Estado de prover condições mínimas de sobrevivência à população são fatores incontestáveis, torna-se de vital importância o planejamento para o chamado período pós-aposentadoria, quando muitas pessoas sofrem um decréscimo considerável da capacidade física e da renda. Não faz parte da tradição brasileira pensar no futuro distante, pois muitos confundem planejamento com tentativa de adivinhação. Planejar significa preparar-se para o mesmo, exatamente o contrário do que fazem nossos governantes quando estão no poder, condenando permanentemente o país a ocupar posição subalterna na geopolítica mundial.

A premissa básica para obter sucesso no processo de acumulação de reservas financeiras é começar o quanto antes, por volta dos 20 anos de idade. Isso porque, dado o déficit crescente da Previdência Social, é bem provável que, em função da necessidade de futuras reformas severas do sistema, as novas gerações tenham que trabalhar até 80 anos para aposentarem-se, o que acarretará o encargo de acumular vultosas quantias para manter um padrão de vida digno.

Além disso, deve ser ressaltado que, dado o avanço da tecnologia que substitui pessoas nos postos de trabalho, haverá cada vez mais dificuldade para as pessoas que se acostumaram ao chamado “emprego para toda a vida” encontrarem ocupação permanente. Para os interessados em iniciar o quanto antes a formação de um pecúlio previdenciário, visando complementar a renda pós-aposentadoria, o mercado acionário brasileiro pode ser uma boa opção, desde que evitem-se operações especulativas de curto prazo, mais indicadas para especialistas do setor.

O chamado Investimento em Valor, também denominado Análise Fundamentalista, é a técnica adotada pela maioria do mercado para definir que ação comprar, com vistas ao longo prazo (2 a 3 anos, ao menos) e envolve menos riscos aos iniciantes. Mensalmente são publicadas pelas corretoras de valores as sugestões de papéis que têm bom potencial de ganho.

Para o mês de julho, há as seguintes opções: Itaú PN, Petrobras PN, BMF3, Lojas Americanas, Raia Drogasil, Klabin, Renner, Gerdau, Taesa, Vale, Weg, BB Seguridade, Cosan, Rumo, Vivo, Pão de Açúcar, Ambev, B.Brasil, Bradesco, Brasken, BRF, CCR, Embraer, Grendene, Guararapes, Magazine Luiza, Multiplan, Ser Educacional e Suzano. O mercado acionário brasileiro é ainda incipiente em relação aos mercados dos países desenvolvidos. Porém, exige responsabilidade para ser operado. É muito menos complexo do que parece ser. Nesse aspecto, o renomado economista norte-americano, John Kenneth Galbraith, um liberal por excelência, afirmou no livro de sua autoria, “O Dinheiro, de Onde Veio para Onde Foi”: “Nada há sobre o dinheiro que não possa ser entendido por uma pessoa razoavelmente curiosa, diligente e inteligente”. Portanto, o momento atual é muito propício para iniciar a formação de uma carteira de ações, já que há inúmeros papéis de excelente qualidade sendo vendidos abaixo do preço justo. Procurar uma boa corretora é o primeiro passo a ser dado.

*Fernando Pinho é economista, palestrante e consultor financeiro da Prospering Consultoria.

http://blog.fpinho.com.br/

Ivor Moreno é gerente de Transportes da Argo Seguros
Publicado em Transporte

O Brasil começa aos poucos dar sinais de que a crise econômica realmente ficou no passado. Depois da divulgação do crescimento de 1% do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre deste ano, agora outros indicadores parecem confirmar essa retomada.

O Porto de Santos, por exemplo, o maior da América Latina, registrou recorde de movimentação de cargas e contêineres nos primeiros quatro meses desse ano. Ao todo, foram 38,60 milhões de toneladas, quase 3% acima do recorde anterior, alcançado justamente no mesmo período de 2016.

Esse aumento na movimentação de cargas também foi percebido pela Argo Seguros, seguradora especializada em transportes. “Verificamos que vários dos nossos clientes estão averbando mais viagens em comparação aos meses anteriores. Isso significa que existe evolução nítida no volume de carga transportada”, revela Ivor Moreno, gerente de Transportes.

De acordo com o executivo, a movimentação de carga tem crescido em torno de 10% neste ano, se comprado a igual período de 2016. “No ano passado não havia uma mobilização das transportadoras como essa de agora. Se continuarmos nesse ritmo, devemos crescer ainda mais até o final do ano”, avalia o executivo.

Outro fator que contribuiu para impulsionar os negócios é o aumento da criminalidade. A sensação de insegurança, principalmente em regiões onde o poder público enfrenta dificuldades financeiras mais evidentes, acaba por motivar a contratação de mais seguros pelas empresas transportadoras.

“Claro que esse sentimento de insegurança contribui para aumentar o volume de negócios, mas por outro lado também é importante lembrar que a sinistralidade afeta, e muito, a nossa rentabilidade”, lembra Ivor. Segundo ele, o mercado ainda não adotou uma correção nos valores por conta da sinistralidade.

Sobre a Argo Seguros

Desde 2012, a Argo Seguros oferece soluções em seguros de Responsabilidade Civil, Patrimonial e Transportes. Sediada em São Paulo, alcançou mais de R$ 160 milhões de prêmios emitidos em 2016, sendo reconhecida no mercado pela qualidade dos produtos e excelência no atendimento aos segurados e corretores parceiros.

Está entre as cinco maiores seguradoras de Transporte Internacional e de Responsabilidade Civil Profissional. É subsidiária da Argo Group, Seguradora e Resseguradora com atuação em diversos mercados, está listada na Nasdaq (AGII) e possui classificação A pela A.M. BEST e A- pela S&P. Para saber mais, acesse: www.argo-protector.com.br.

 

  • Nova solução Stratasys Fortus 900mc Aircraft Interiors Certification Inclui hardware e software específicos para impressão 3D de peças para interiores de aeronaves com propriedades mecânicas altamente replicáveis.
  • A primeira qualificação do NCAMP (National Center for Advanced Materials Performance) de um processo de impressão 3D elimina a complexidade das certificações FAA e EASA - ajudando as empresas aeroespaciais a obtê-las mais rápido para um maior número de peças para voo.
  • VÍDEO: Clique aqui para ver como a solução Stratays Fortus 900mc Aircraft Interiors Certification torna mais fácil do que nunca criar peças legalmente certificadas para interiores de avião.

Veja o press release multimídia no link: http://www.businesswire.com/news/home/20170619005340/en/

Minneapolis, Minnesota (EUA) e Rehovot (Israel) — (BUSINESS WIRE) -- Stratasys (Nasdaq:SSYS), empresa de soluções de impressão 3D e manufatura aditiva, acaba de lançar a Stratasys Fortus 900mc Aircraft Interiors Certification. Esta é uma nova solução de impressão 3D, baseada na tecnologia da impressora Fortus 900mc, para produção de peças para interiores de aeronaves, que atende aos rigorosos requisitos das certificações das instituições FAA (Federal Aviation Administration) americana e EASA (European Advertising Standars Alliance) europeia.

A nova solução é constituída por resina ULTEM™ 9085, que é um termoplástico forte e leve, que reúne propriedades que previnem chamas, fumos e toxicidade aeroespaciais (FAR 25.863) e uma nova edição da impressora 3D Stratasys Fortus 900mc, com hardware e software especializados projetados para entregar propriedades mecânicas altamente replicáveis.

Esta solução está passando por um programa de qualificação da FAA sob supervisão da NCAMP (National Center for Advanced Materials Performance), que integra o Instituto Nacional de Pesquisa Avançada (NIAR) da Universidade Estadual de Wichita. A Stratasys ajudará os clientes a qualificarem a solução Stratasys Fortus 900mc Aircraft Interiors Certification para equivalência com o conjunto de dados estatísticos NCAMP.

Isto porque aproveitar esta primeira qualificação NCAMP de um processo de impressão 3D reduz de forma significativa a complexidade da certificação FAA e EASA, ajudando as empresas aeroespaciais a obter mais rápido maior volume de peças certificadas para voos.

"O NIAR foi contratado para desenvolver um cenário no qual se inclua a produção de aditivos poliméricos sob o guarda-chuva da NCAMP. E nós nos juntamos à Stratasys para ser o primeiro material aprovado dentro deste novo processo do NCAMP”, explica Paul Jonas, diretor de Desenvolvimento Tecnológico e Programas Especiais, da Universidade Estadual de Wichita e do Instituto Nacional de Pesquisa Aviação (NIAR). Ele esclarece também que a primeira parte que se faz deve ser equivalente à centésima parte e à milésima parte, para que em dez anos a peça ainda seja boa o suficiente para ser certificada pela FAA. “E isso é tão poderoso quanto o processo NCAMP", ressalta Jonas.

A capacidade de produzir peças com características repetitivas e qualidade consistente é um fator-chave para o aumento da adoção da impressão 3D no segmento de peças interiores de aeronaves, que equivale a vários bilhões de dólares. De acordo com um relatório recente da Deloitte University Press, intitulado “Oportunidades 3D nos setores aeroespacial e de Defesa”, os provedores de Manufatura Aditiva (AM) precisam melhorar os sistemas existentes para poderem fornecer peças de alta qualidade de forma consistente. Isto porque só desta maneira conseguirão alcançar todo seu potencial para atender às indústrias aeroespaciais e de defesa.

"Até agora, o processo de obtenção da certificação da FAA para impressão em 3D tem limitado a adoção da manufatura aditiva na aviação. Existem soluções limitadas e conjuntos de dados estatísticos disponíveis para apoiar este processo complexo. Com a nova solução Stratasys Fortus 900mc Aircraft Interiors Certification, estamos removendo grandes obstáculos e facilitando a impressão 3D de peças de aeronavegabilidade, melhorando a repetibilidade e o desempenho", afirma Scott Sevcik, chefe de Soluções Aeroespaciais, de Defesa e Automotivas da Stratasys.

As peças interiores de aeronaves impressas em 3D podem ter benefícios inerentes essenciais para a eficiência da cadeia de suprimentos e para a oferta de produtos dos fabricantes de interiores de aeronaves. Com um processo qualificado para a produção de peças interiores impressas em 3D, os fabricantes podem diferenciar a experiência dos passageiros com elementos únicos de baixo volume, adaptados aos estilos ou necessidades dos clientes finais, além de projetar componentes de peso mais leve através da eficiência do design de aditivos.

No segmento de Manutenção, Reparação e Reestruturação (MRO), o impacto na eficiência da cadeia de suprimentos é crítico para a lucratividade. As companhias aéreas e os operadores mantêm inventários substanciais de peças sobressalentes para manter as aeronaves em serviço, resultando frequentemente em despesas de estoque de décadas em peças que podem nunca ser usadas. Ao imprimir em 3D peças certificadas sob demanda, as companhias aéreas e as MROs podem reduzir os estoques e eliminar a obsolescência do inventário.

A nova solução Stratasys Fortus 900mc Aircraft Interiors Certification oferece rastreabilidade de material e processos para o cumprimento das principais normas globais de aeronavegabilidade. O programa de teste de qualificação está em andamento agora e está planejado para ser concluído em setembro de 2017, com a publicação do relatório final de qualificação do NCAMP. A solução está disponível para pré-encomenda e será amplamente divulgada na depois da conclusão do programa de teste.

Muitas empresas líderes do setor aeroespacial estão usando a impressão 3D da Stratasys para produzir protótipos de peças, peças finais de voo finais e ferramentas de apoio a produção, incluindo Airbus, NASA e United Launch Alliance.

Sobre a Stratasys

Por mais de 25 anos, a Stratasys (NASDAQ: SSYS) tem sido o principal player e a força determinante em impressão 3D e manufatura aditiva - moldando a forma como as coisas são feitas. Com sede em Minneapolis, no Estado de Minnesota, EUA, e em Rehovot, Israel, a empresa capacita clientes de uma ampla gama de mercados verticais, possibilitando novos paradigmas de design e fabricação. As soluções da empresa oferecem aos clientes liberdade de design e flexibilidade de fabricação inigualáveis ​​- reduzindo o tempo de lançamento de novos produtos no mercado e diminuindo os custos de desenvolvimento, ao mesmo tempo em que aprimora projetos e comunicações. As subsidiárias da Stratasys incluem MakerBot e Solidscape, e o portifólio da Stratasys inclui impressoras 3D para prototipagem e produção; uma ampla gama de materiais de impressão 3D; peças sob demanda por meio da Stratasys Direct Manufacturing; consultoria estratégica e serviços profissionais. Além disso, inlcui as comunidades Thingiverse e GrabCAD com mais de 2 milhões de arquivos 3D imprimíveis  gratuitos. Com mais de 2.700 funcionários e 1.200 patentes de manufatura aditiva concedidas ou pendentes, a Stratasys recebeu mais de 30 prêmios de tecnologia e liderança. Visite nosso site: www.stratasys.com, o http://blog.stratasys.com/ e siga-nos no LinkedIn.

As marcas Stratasys, Objet, Fortus, FDM, FDM Nylon 12CF, PolyJet, Agilus, Objet260, Objet350, Objet500 e Connex são comerciais e registradas, pertencendo a Stratasys Ltd., suas subsidiárias ou afiliadas. Todas as outras marcas comerciais pertencem aos seus respectivos proprietários.

GPCOM Comunicação Corporativa – Assessoria da Stratasys

Clezia Martins Gomes - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

(11) 3129-5158

Microeconomia
Publicado em Economia

Concurso anual possui mais de 6.400 candidatos inscritos por edição

A estatística é um conjunto de técnicas e métodos de pesquisa que nos permite planejar, processar e analisar informações. A palavra é oriunda do alemão “Statistik”, criada pelo cientista Schmeitzel, a partir do latim “statisticum”, que significa analisar, verificar.

A demanda por profissionais formados em estatística tem crescido progressivamente, principalmente pela importância das organizações em manter a competitividade. Os profissionais dessa área trabalham com importantes ferramentas de análise que permitem avaliações objetivas, claras e fundamentadas a respeito de seus produtos, serviços e do comportamento do seu público-alvo.

Sobre esse assunto tão importante, a Elsevier apresenta a 6ª edição de “Questões ANPEC”. A coleção traz todas as provas de “Microeconomia”, “Macroeconomia”, “Estatística” e “Matemática”, comentadas e resolvidas detalhadamente. Dessa maneira, o estudante que deseja fazer a pós-graduação em Economia ou está se preparando para um concurso público nessa área, conta com um material de estudo direcionado e de alta qualidade, resultado da excelente formação acadêmica e da vasta experiência didática dos autores.

Já o volume “Economia Brasileira” chega a sua 3ª edição com respostas sobre a 1ª República do Brasil até a atualidade. A obra é de grande utilidade para cursos de graduação nesta área, pois aborda também questões polêmicas com diferentes pontos de vista.

Cristiane Alkmin Junqueira Schmidt é mestre e doutora em economia pela EPGE/FGV-RJ. Foi visiting scholar no Instituto de Estudos para América Latina (ILAS) da Universidade de Colúmbia (NYC/EUA) em 2013. Atualmente é professora e organizadora dos cursos de MBA da FGV e do Global MBA da Universidade de Manchester, parecerista da Revista de Direito Administrativo (RDA) da FGV e economista/portfolio specialist do Itaú Asset Management, do grupo Itaú-Unibanco. Organizou e é coautora no compêndio Questões Anpec. Trabalhou nos setores púbico e privado, no Brasil e no exterior (Chile, Guatemala e Porto Rico). Dos três artigos de sua tese de doutorado, dois foram premiados: um em 1o lugar (Ibrac) e outro, com menção honrosa (Seae/Esso). Escreve em jornais de circulação nacional.

A Stratasys coopera com o Instituto de Robótica e Mecatrônica (Institut für Robotik und Mechatronik) do Centro Aeroespacial Alemão (Das Deutsche Zentrum für Luft- und Raumfahrt e.V) na produção de um TransRoPorter para missões não tripuladas à Marte

Minneapolis & Rehovot, Israel – A Stratasys Ltd. (Nasdaq:SSYS), empresa de soluções em impressão 3D e manufatura aditiva, acaba de anunciar que o Centro Aeroespacial Alemão (Das Deutsche Zentrum für Luft- und Raumfahrt e.V.) está utilizando a impressão 3D FDM para a produção de um protótipo totalmente funcional do ‘TransRoPorter’ (TRP).

O TransRoPorter, construído no Instituto de Robótica e Mecatrônica (Institut für Robotik und Mechatronik), é um robô de exploração projetado para voos não tripulados à Marte e previsto para ser lançado em quatro ou cinco anos. Para que a exploração de Marte por meio de um robô seja bem-sucedida, o projeto e a funcionalidade são fatores essenciais para alcançar os objetivos da missão. Utilizando uma Impressora 3D Fortus 900mc, de tecnologia FDM da Stratasys, a equipe de pesquisa imprimiu um protótipo funcional em 3D, reduzindo significativamente os tempos de produção se comparados aos dispendidos nos métodos tradicionais. Isso possibilita à equipe testar, antecipadamente, o projeto e a funcionalidade do robô sob condições extremas simuladas.

Kaj Führer, Head de Tecnologia de Sistema de Construção do Sul (Leiter Systemhaus Technik Süd), está desenvolvendo e testando o protótipo 3D do robô, em conjunto com seus colegas, Stefano Seriani e Armin Wedler. O TransRoPorter é formado por dois componentes: o TRP Rover-Unit, produzido para navegar em terrenos desestruturados, e o Payload-Module (PM), que leva as peças de substituição, a tecnologia de comunicação e as ferramentas científicas. Testes rigorosos são exigidos de modo a garantir a funcionalidade e a viabilidade do protótipo 3D.

Produção rápida

Ao desenvolver o protótipo do TransRoPorter, é fundamental que a peça se encaixe ao projeto, seja customizada conforme as especificações exatas e possua propriedades específicas do material. “Para nós, estava claro que um protótipo feito de metal seria muito caro e sua produção muito complexa”, explica Führer. Por isso, a equipe decidiu utilizar um protótipo 3D que não só é produzido mais rapidamente do que a alternativa de metal, como também trazia menos custos associados. A alternativa de metal também precisaria ser finalizada após a produção – mais trabalho com custos adicionais.

“Durante o planejamento deste projeto, sempre preferimos a tecnologia de impressão 3D. Ficou claro para nós que utilizar a impressão 3D para a produção do TransRoPorter seria, de fato, a solução mais barata, rápida e elegante. Todos os envolvidos no projeto estão encantados com o resultado”, continua Führer.

Otimizando a funcionalidade

Além das economias de tempo e custo, a funcionalidade do protótipo foi fundamental para Führer e sua equipe. "Geralmente, nossos protótipos são muito complexos e costumam forçar os limites do que é possível", diz Führer. "Portanto, é importante escolher o método e material de produção apropriados para que possamos alcançar a funcionalidade desejada sem quaisquer limitações".

Ao utilizar a Impressora 3D de Produção Fortus900mc da Stratasys, a equipe de pesquisa pode imprimir em 3D grandes peças em materiais termoplásticos FDM. De acordo com Führer, os materiais ASA foram especialmente preparados para testar o protótipo do TransRoPorter, permitindo, assim, que a equipe produzisse uma caixa forte o suficiente para conter toda a tecnologia interna com segurança.

“Era extremamente importante que o ajuste fosse certo, que a caixa pudesse ser montada nos trilhos e que a porta de encaixe funcionasse”, ele explica. “Utilizando a tecnologia de impressão 3D FDM da Stratasys, descobrimos que o material basicamente não tem distorção. A decisão pelo material ASA foi feita de maneira consciente, já que é o ideal para nossos propósitos e manipulação".

Stefano Seriani acrescenta: "A estabilidade do material ASA também desempenhou um papel importante para nós. Precisávamos de um protótipo totalmente funcional que pudesse realizar todos os testes e suportar a tensão do projeto. As propriedades fortes e rígidas do material da Stratasys foram, portanto, ideais para testar a funcionalidade do TransRoPorter para sua jornada à Marte".

Adquirindo conhecimentos valiosos

Segundo Führer, a impressão em 3D também auxilia em outros objetivos estratégicos. "Uma nova tecnologia leva a novos processos de pensamento. Nos últimos anos, muitos colegas vinham pensando em 3D e estão envolvendo a manufatura aditiva em seus planos para outros projetos ainda em fase inicial. Este novo conhecimento os direcionou a um novo conjunto de possibilidades na área de desenvolvimento de produtos", reforça o Head de Tecnologia.

Andy Middleton, presidente da Stratasys EMEA, conclui: "estamos orgulhosos por apoiar o Centro Aeroespacial Alemão (Das Deutsche Zentrum für Luft-und Raumfahrt) na realização de sua missão a Marte. O projeto é um excelente exemplo de como nossa tecnologia e materiais de impressão FDM 3D podem permitir que projetos sejam testados rapidamente em condições extremas, sendo particularmente importantes na indústria aeroespacial, para a qual são necessárias geometrias complexas e cada peça precisa ser qualificada. Estamos ansiosos para ver como a manufatura aditiva será adotada ao longo do desenvolvimento do TransRoPorter".

GPCOM Comunicação Corporativa – Assessoria da Stratasys

Clezia Martins Gomes - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

(11) 3129-5158

  • O acordo de três anos permite que a Boom utilize a tecnologia de impressão 3D FDM para produzir peças de aeronaves e ferramentas compostas avançadas para atingir seu objetivo de transformar as viagens aéreas.
  • A manufatura aditiva facilita o desenvolvimento rápido e reduz os custos efetivos de produção de peças e ferramentas especializadas para que a Boom possa adiantar a engenharia Inaugural dos aviões de alta velocidade para 2018.

Minneapolis, Minnesota (EUA) e Denver, Colorado — A Stratasys Ltd. (Nasdaq:SSYS), empresa de soluções de impressão 3D e manufatura aditiva, e a Boom Supersonic acaba de anunciar uma importante parceria técnica para aproximar a indústria de aviação comercial da possibilidade de viagens supersônicas rotineiras. Com o objetivo de moldar o futuro da aviação de alta velocidade, este acordo de três anos foi assinado para ajudar o Boom a acelerar a produção de ferramentas avançadas e de peças de aeronaves com base na tecnologia Stratasys FDM, de impressão 3D.

Ao incrementar a liberdade de design, a velocidade de produção e a eficiência de custos com a manufatura aditiva, a Boom planeja lançar o primeiro voo do XB-1, seu demonstrador supersônico, no próximo ano. Para isto, a empresa está implantando as impressoras 3D da Stratasys Fortus 450mc e F370, com tecnologia FDM, ambas concebidas para produzir peças sob demanda, aproveitando os materiais termoplásticos de produção, bem como ferramentas de produção avançadas, que funcionam mesmo nos ambientes mais desafiadores da aviação.

O avião supersônico da Boom voará 2,6 vezes mais rápido do que qualquer outra aeronave existente hoje no mercado. Com velocidade de 1.451 milhas por hora, estes aviões podem reduzir os tempos típicos de voo. Por exemplo, um voo de Nova York para Londres poderia ser reduzido de sete horas para pouco mais de três horas.

"O voo supersônico existe há mais de 50 anos, mas não existia uma tecnologia para torná-lo acessível para viagens comerciais de rotina. Os avanços significativos de hoje em aerodinâmica, design de motores, manufatura aditiva e materiais compósitos de fibra de carbono estão transformando a indústria em todos os níveis. A manufatura aditiva ajuda a acelerar o desenvolvimento de uma nova geração de aeronaves", afirma Blake Scholl, fundador e CEO da Boom. Segundo o executivo da empresa aérea, com um histórico comprovado de sucesso nas áreas de aviação e aeroespacial, a Stratasys agora se torna uma catalisadora-chave nos processos de design e produção da Boom - ajudando a transformar o futuro da aviação por intermédio do poder da impressão em 3D.

O acordo possibilitará que a Boom aproveite as soluções de impressão 3D, materiais e serviços especializados da Stratasys, que contribuirão para melhorar o desempenho em processos críticos de engenharia e produção; ampliar a velocidade de desenvolvimento e reduzir custos em sua sede em Denver, no Estado do Colorado, EUA.

"A Boom está trabalhando para obter um grande avanço nas viagens aéreas supersônicas e comerciais e nós estamos empolgados. Isto porque a Stratasys agora está desempenhando um papel estratégico para ajudá-los a alcançar seus objetivos. Ficamos orgulhosos de poder incluir a Boom Supersonic na lista de empresas aeroespaciais líderes, que vem implementando com sucesso nossas soluções de manufatura aditiva para inovar na área de aviação", destaca Rich Garrity, presidente da Stratasys para as Américas. Ele ressalta ainda que “as soluções de impressão 3D e de alta eficiência da Stratasys são perfeitamente adequadas para a produção de projetos de peças complexas e ferramentas de produção personalizadas, que essa indústria exige.”

Sobre a Boom Supersonic, Inc.

A Boom Supersonic é uma startup baseada em Denver, no Estado do Colorado, EUA, que se dedica a derrubar as barreiras para experimentação do planeta, começando pela construção de um avião Mach 2.2, econômico o bastante para operar com tarifas de classe empresarial. A Boom é apoiada por capital de risco de empresas como 8VC, RRE, Lightbank, Y Combinator e Caffeinated Capital, bem como investidores anônimos, incluindo Sam Altman, Paul Graham e Greg McAdoo. Para mais informações, visite boomsupersonic.com.

Sobre a Stratasys

Por quase 30 anos, a Stratasys (NASDAQ: SSYS) tem sido o principal player e a força determinante em impressão 3D e manufatura aditiva - moldando a forma como as coisas são feitas. Com sede em Minneapolis, no Estado de Minnesota, EUA, e em Rehovot, Israel, a empresa capacita clientes de uma ampla gama de mercados verticais, possibilitando novos paradigmas de design e fabricação. As soluções da empresa oferecem aos clientes liberdade de design e flexibilidade de fabricação inigualáveis ​​- reduzindo o tempo de lançamento de novos produtos no mercado e diminuindo os custos de desenvolvimento, ao mesmo tempo em que aprimora projetos e comunicações. As subsidiárias da Stratasys incluem MakerBot e Solidscape, e o portfólio da Stratasys inclui impressoras 3D para prototipagem e produção; uma ampla gama de materiais de impressão 3D; peças sob demanda por meio da Stratasys Direct Manufacturing; consultoria estratégica e serviços profissionais. Além disso, inclui as comunidades Thingiverse e GrabCAD com mais de 2 milhões de arquivos 3D imprimíveis  gratuitos. Com mais de 2.700 funcionários e 1.200 patentes de manufatura aditiva concedidas ou pendentes, a Stratasys recebeu mais de 30 prêmios de tecnologia e liderança. Visite nosso site: www.stratasys.com, o http://blog.stratasys.com/ e siga-nos no LinkedIn.

As marcas Stratasys, Objet, Fortus, FDM, FDM Nylon 12CF, PolyJet, Agilus, Objet260, Objet350, Objet500 e Connex são comerciais e registradas, pertencendo a Stratasys Ltd., suas subsidiárias ou afiliadas. Todas as outras marcas comerciais pertencem aos seus respectivos proprietários.

GPCOM Comunicação Corporativa – Assessoria da Stratasys

Clezia Martins Gomes - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Giovanna Picillo

(11) 3129-5158

Nos últimos anos e, principalmente, no momento atual, o país vive uma intensa crise econômica que afeta fortemente o desempenho das empresas do segmento do varejo. Diante dessa situação, o que fazer para desencadear resultados positivos em tempos de crise? Esse é um tema estudado pelo especialista da área de varejo, autor do livro "Arroz, Feijão & Varejo" e proprietário do portal Falando de Varejo, Caio Camargo, que possui mais de 7 milhões de leitores e dezenas de milhares de seguidores nas principais redes sociais. Além disso, Camargo também é uma das principais referências do mercado quando se trata de vender mais e melhor.

No dia 1º de julho, o especialista marcará presença em Belo Horizonte para participar do 1° Encontro de Negócios, que será realizado na rua das Acácias, das 8h30 às 12h30, e tem o objetivo de reunir gestores, realizar networking e negócios.


O profissional em varejo abordará diversas técnicas e temas para o público presente, como “Atmosfera e experiência de compra”, “O conceito de funil de vendas para as lojas”, “Produtividade: como extrair o máximo de aproveitamento da equipe”, “Como criar ambientes de varejo que provoquem aumento de vendas através da experiência de compra e do retail design”, “Pontos de venda que se transformam em pontos de contato da marca com seus consumidores” e “Técnicas de Merchandising para uma loja com ambiente vendedor”.

“Acredito que o lema 'juntos somos mais fortes'nunca fez tanto sentido no mundo do varejo. Não somente pela crise, mas o varejo precisa de união e conhecimento para enfrentar os desafios do mercado e dos novos consumidores, cada vez mais exigentes em relação à maneira como compram e consomem. Eventos como o Encontro de Negócios são ótimos ambientes para troca de conhecimento, criação de sinergias e até mesmo novas oportunidades de negócio entre os participantes", comenta o especialista em varejoCaio Camargo.

Em relação ao encontro, Caio afirma que a sua palestra mostrará que ter uma atitude mais ativa em relação às vendas poderá fazer a diferença nos dias de hoje. “Vou derrubar alguns conceitos provando que todo mundo entra em uma loja tem a intenção de comprar e o que o famoso 'vou dar uma olhadinha' não existe”, afirma.

O evento tem o apoio das empresas Interface Comunicação, Interclip – Monitoramento de Notícias, Presoti Comunicação, Nuts, Arquibancada, Maybelline, Forum, Optical express, Havanna, The Body Shop, Matur, Karita, Ideale e Liz.

O encontro é voltado principalmente a pequenos e médios empreendedores.

Gestores e empresários de padarias da região noroeste e da Pampulha participarão, na próxima terça-feira, 20, do Encontro de Lideranças, que vai ocorrer com o tema “tendências e estratégias para um mix inovador”. O evento é oferecido pelo Sindicato e Associação Mineira da Indústria de Panificação (Amipão), e será realizado no SENAI, localizado na Via Expressa, 3220, Coração Eucarístico. As vagas são limitadas.

“A ideia de realizar um evento direcionado para cada regional surgiu da percepção de que a relação entre padarias e seus públicos – clientes, fornecedores e comunidade, varia de acordo com a localização, exigindo dos líderes um olhar focado nas demandas específicas da sua região”, afirma José Batista de Oliveira, presidente da Amipão.

O evento será liderado por Gilda Lima, consultora do ITPC e graduada em Psicologia, com MBA em Gestão empresarial, atuando há 16 anos no segmento de panificação.                   

Serviço:

Encontro de Lideranças - tendências e estratégias para um mix inovador

Data: 20 de junho

Horário: 15h

Local: SENAI – Via Expressa, 3220, Coração Eucarístico

Vagas limitadas para empresários do segmento de panificação

Informações e inscrições: 31 3282-7559

A Ramboll, consultoria multinacional especializada em engenharia e projetos multidisciplinares, em parceria com a SOBENA, Sociedade Brasileira de Engenharia Naval, promovem no dia 22 de junho, quinta-feira, das 9 às 11h30, um café da manhã sobre o tema: “Extensão de Vida Útil de Plataformas Fixas”. O evento ocorrerá no Windsor Guanabara Hotel, localizado na Avenida Presidente Vargas, nº 392, no centro do Rio de Janeiro (RJ)

O principal objetivo do evento é apresentar o amplo conhecimento da Ramboll e sua metodologia que combina análises estruturais avançadas com sistema de monitoramento de saúde estrutural (SHMS) e inspeção baseada em risco (RBI) para ampliar o ciclo de vida das plataformas fixas e flutuantes.

A expertise da empresa no assunto será detalhada em uma palestra de Nadir Azam, engenheiro estrutural e principal gestor da Área de Estruturas Fixas da matriz da Ramboll, em Copenhague, Dinamarca, e aproveitará a oportunidade para falar brevemente de projetos já realizados, especialmente no Mar do Norte. Nadir Azam atua nesta área há mais de 10 anos, sendo que trabalhou, por um ano, em projetos brasileiros, como as plataformas offshore Peregrino 1 e 2, da Statoil.

Muitas das plataformas fixas no Brasil e no mundo estão atingindo o limite de sua vida útil de projeto, mas ainda são economicamente viáveis, o que tem motivado as empresas a buscar metodologias capazes de estender sua utilização por um maior período de tempo”, afirma Thereza Moreira, gerente de desenvolvimento de negócios da Ramboll no Brasil.

O evento é destinado a engenheiros e técnicos de empresas que possuem unidades offshore no limite da vida útil do projeto.  As inscrições podem ser feitas pelo site da SOBENA até o dia 19 de junho.

SOBRE A RAMBOLL

A Ramboll é uma empresa multinacional de consultoria, engenharia e design, com atividade multidisciplinar, que conta com 300 escritórios instalados em mais de 35 países em todos continentes.  No Brasil possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo, Valinhos, Belo Horizonte e Salvador, com mais de 60 especialistas dedicados aos diversos segmentos da empresa. A Ramboll atua nos mercados de Petróleo & Gás, Meio Ambiente, Saúde e Segurança, Água, Energia, Transporte e Planejamento Urbano.

A Ramboll conta com mais de 13.000 colaboradores, entre engenheiros, designers e consultores, comprometidos com a criação de soluções sustentáveis e de longo prazo para os seus clientes e a sociedade. Recentemente, a empresa foi classificada entre as três principais empresas de consultoria em serviços ambientais segundo pesquisa global do instituto independente de pesquisa Verdantix.

Caso queria conhecer mais sobre a Ramboll Environ, entre no site: http://www.ramboll.com/.

INFORMAÇÕES À IMPRENSA:

GPCOM Comunicação Corporativa

Clezia Martins Gomes - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Giovanna Picillo

(11) 3129-5158

www.gpcom.com.br