Publicado em Tecnologia

Stefanini apresenta ao mercado nova versão de sua plataforma de inteligência cognitiva - Sophie 2.2

por em09 Novembro 2017 55 acessos
  • .
Report ThisConteúdo Inadequado? Avise-nos

A Stefanini, uma das mais importantes provedoras globais de soluções de negócios baseadas em tecnologia, apresenta ao mercado a nova versão da Sophie, plataforma de atendimento capaz de interagir com usuários humanos e sistemas por meio de interfaces de texto e voz. A versão 2.2 traz melhorias em diversas áreas, entre elas a capacidade de responder em 40 idiomas, e já foi implementada em segmentos tão diversos como indústria, varejo, bancos, seguradoras e governo.

No Brasil, 40 profissionais do Laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento trabalham no desenvolvimento contínuo da plataforma. No mundo, são mais de 200 pessoas envolvidas em projetos de implantação e suporte da plataforma, com centros de entrega no Brasil, Colômbia, Estados Unidos (Michigan) e Europa (Romênia).

Segundo Alexandre Winetzki, diretor de P&D da Stefanini, a companhia quer oferecer cada vez mais uma ferramenta eficiente, leve, flexível, fácil de operar e com rápida implementação. “Sophie é resultado de anos de esforço e investimento, de um roadmap claro e de decisões técnicas ousadas, que acabaram posicionando a plataforma como uma referência global em sistemas cognitivos de atendimento. Essa visão permanece e o potencial transformador da plataforma já é sentido em clientes de três continentes”, afirma o executivo.

Atualmente, Sophie 2.2 é parte a todas as ofertas de atendimento da Stefanini em Information Technology Outsourcing (ITO), Business Process Outsourcing (BPO) e call center, se conectando a dezenas de sistemas como ERPs, CRMs e legados.

“A nova versão reduz o tempo de implementação e o custo dos projetos, além de simplificar sua evolução ao se tornar uma plataforma viva, cujo crescimento é parte essencial do nosso relacionamento com cada um dos nossos clientes”, destaca Winetzki.

A plataforma Sophie 2.2 traz dezenas de novos recursos, entre eles:

ü  Sophie agora responde em 40 idiomas, sem necessidade de configuração adicional;

ü  Novo barramento de integrações;

ü  Dashboards e sistemas de controle e gestão de atendimento;

ü  Busca em bases de conhecimento externas à plataforma, com rankings baseados em busca semântica ;

ü  Melhorias no núcleo cognitivo com implementação de algoritmos genéticos e common knowledge networks (abordagens técnicas únicas no mundo).

Para o usuário, todas essas mudanças se refletem numa plataforma mais leve, notavelmente mais rápida (o tempo médio de resposta da nova Sophie é de 0.2 milésimos de segundo), sendo muito mais efetiva na busca e resolução de problemas. A nova versão foi muito além do modelo cognitivo e inclui,  agora, processos complexos de monitoramento, que permitem diagnosticar e agir sobre um problema, antes mesmo que o usuário o identifique.

“Os modelos de atendimento de dois anos atrás, incluindo todo o universo de ITO e BPO, já não existem, e estaremos preparados pra liderar essa revolução ao longo dos próximos anos. As novas operações da Stefanini são pensadas e desenvolvidas com automação em seu cerne. Temos como meta entregar os novos projetos em menos de três meses, entre a assinatura do contrato e o go live, com um retorno sobre investimento (ROI) que habitualmente não ultrapassa alguns meses”, enfatiza Winetzki.

Alguns números que mostram o potencial transformador da plataforma Sophie:

ü  Automação média de 31% dos processos dos clientes que já implementaram a solução;

ü  Índice de satisfação de usuários, medida em tempo real, continuamente acima de 85%;

ü  Mais de 2500 processos mapeados;

ü  Atendimento em seguimentos tão distintos como Bancos, Seguradoras, Telecom, Indústria e Saúde;

ü  Mais de 1.2 milhões de tickets de atendimento serão processados por Sophie ao final de 2017, contra 80 mil processados em 2016.