Transporte
Empilhadeira articulada CombiAM
Publicado em Transporte

A fabricante de empilhadeiras irlandesa Combilift (www.combilift.com.br) encerra 2017 com um lançamento de peso para o mercado brasileiro: a empilhadeira articulada CombiAM com capacidade para 3.000kg de carga. O modelo, que vem crescendo em vendas mundiais, é empilhadeira articulada que vem conquistando empresas que priorizam a área de armazenagem utilizando equipamentos robustos que operam no menor espaço possível com máxima segurança, rapidez e produtividade.

Com capacidade para 3.000 kg e elevação entre 4,3m até 16 metros de altura, a CombiAM com é um equipamento versátil, que opera nas condições mais robustas e tem fácil manobrabilidade, o que facilita a operação em corredores estreitos a alturas elevadas. É ideal para aplicações no setor de materiais de construção; distribuidores de bebidas de alto valor agregado; produtos químicos; aplicações que usam clamps (garras) para movimentação de cargas; indústria de matrizes, moldes e modelos metálicos; câmaras frias de alta seletividade com altura elevada de armazenagem.

Rafael Kessler, diretor comercial da Combilift no Brasil, destaca a importância do lançamento e os ganhos efetivos para o mercado: “Entendemos que a empilhadeira articulada de 3 toneladas, apesar de ser um incremento à nossa linha de produtos, traz o diferencial de movimentar cargas mais pesadas em corredores muito estreitos, algo que nunca havia sido feito”.

O modelo está equipado com controlador Curtis, bateria de 48V e 930Ah de fácil instalação e remoção, possui tração direta nas rodas dianteiras por motor elétrico de corrente alternada da marca Schabmüller com freios regenerativos, ou seja, recupera energia cinética usada na frenagem do veículo. Pode receber torres tríplex ou quadriplex montadas sobre o eixo dianteiro e tem sistema hidráulico Bosch Rexroth acionado por motor de corrente alternada.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA CombiAM 3.000kg

Capacidade de carga: 3.000kg

Chassis: 1.600 mm de largura

Elevação máxima: 16 metros

Corredor operacional: 2.280mm

Tipo da roda: maciços superelásticos

Bateria: 48 V, 930 Ah (opcional 1100Ah)

Garantia: total 1000 horas, peças 5000 horas

Tela do GKO Frete
Publicado em Tecnologia

A multinacional francesa de cosméticos L´Oreal está comemorando uma importante marca alcançada por sua área de transportes em 2017: usuária há mais de 10 anos do software GKO FRETE, desenvolvido pela GKO Informática, a empresa conseguiu, através do módulo de Simulação e de relatórios de análises de custos de fretes, manter o reajuste das transportadoras abaixo da inflação média entre os anos de 2014 e 2017. A redução foi entre 20 e 25%.

Antes do GKO FRETE, a L´Oreal realizava a conferência de fretes utilizando planilhas eletrônicas que precisavam de entrada de dados manual e não havia um banco completo para auxiliar na tomada de decisão. A falta de controle e de visibilidade das ocorrências relacionadas às entregas eram uma constante na rotina da área de transportes, que fazia a validação dos fretes manualmente, por amostragem.

Leonardo Pinheiro, responsável financeiro pela distribuição física da L´Oreal Brasil, comenta que em 2013 o GKO FRETE sofreu uma reformulação. Em sua reimplantação, foi corrigido e recriado um banco de dados para que a L´Oreal pudesse obter todas as informações necessárias referentes ao frete.

Também foi solicitada a criação de notas fiscais simplificadas com base nas informações do conhecimento de transporte eletrônico (CTe), especificamente para conferência dos fretes de entrada – optou-se por não enviar as notas de entrada para o GKO FRETE, o sistema corporativo envia apenas as NFs de saída. E para melhor aproveitamento dos recursos disponíveis no software, a L´Oreal criou uma área administrativa e outra financeira para analisar os custos de fretes, revela Aislan Ventura, Analista de Negócios da GKO Informática.

Na reimplantação do GKO FRETE, houve ajustes e a criação de duas novas interfaces com o SAP da empresa de cosméticos. Além disso, as informações passaram a ser mais precisas graças à nova parametrização do software e a auditoria de fretes passou a ser feita toda dentro do ambiente do sistema, permitindo a identificação de problemas antes não detectados.

“Começamos a utilizar o banco de dados gerado pelo GKO FRETE, o que nos proporcionou oportunidades para redução dos valores pagos pelos fretes e alcançamos, nos últimos dois anos, a redução entre 20 e 25% no reajuste dos fretes”, destaca Pinheiro. O executivo aponta que dois grandes benefícios no uso do banco de dados são conseguir otimizar e acompanhar as entregas aos clientes, e reajustar os fretes utilizando de forma mais inteligente as tabelas das transportadoras. “Nossa visibilidade aumentou: passamos a analisar a frequência de pedidos dos clientes e isso nos permitiu otimizar os embarques para o mesmo destinatário, eliminando duplicidade na entrega. É uma ferramenta estratégica para a L´Oreal”, encerra.

CombiAM 3 toneladas
Publicado em Transporte

A fabricante de empilhadeiras irlandesa Combilift (www.combilift.com.br) encerra 2017 com um lançamento de peso para o mercado brasileiro: a empilhadeira articulada CombiAM com capacidade para 3.000kg de carga. O modelo, que vem crescendo em vendas mundiais, é empilhadeira articulada que vem conquistando empresas que priorizam a área de armazenagem utilizando equipamentos robustos que operam no menor espaço possível com máxima segurança, rapidez e produtividade.

Com capacidade para 3.000 kg e elevação entre 4,3m até 16 metros de altura, a CombiAM com é um equipamento versátil, que opera nas condições mais robustas e tem fácil manobrabilidade, o que facilita a operação em corredores estreitos a alturas elevadas. É ideal para aplicações no setor de materiais de construção; distribuidores de bebidas de alto valor agregado; produtos químicos; aplicações que usam clamps (garras) para movimentação de cargas; indústria de matrizes, moldes e modelos metálicos; câmaras frias de alta seletividade com altura elevada de armazenagem.

Rafael Kessler, diretor comercial da Combilift no Brasil, destaca a importância do lançamento e os ganhos efetivos para o mercado: “Entendemos que a empilhadeira articulada de 3 toneladas, apesar de ser um incremento à nossa linha de produtos, traz o diferencial de movimentar cargas mais pesadas em corredores muito estreitos, algo que nunca havia sido feito”.

O modelo está equipado com controlador Curtis, bateria de 48V e 930Ah de fácil instalação e remoção, possui tração direta nas rodas dianteiras por motor elétrico de corrente alternada da marca Schabmüller com freios regenerativos, ou seja, recupera energia cinética usada na frenagem do veículo. Pode receber torres tríplex ou quadriplex montadas sobre o eixo dianteiro e tem sistema hidráulico Bosch Rexroth acionado por motor de corrente alternada.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA CombiAM 3.000kg

Capacidade de carga: 3.000kg

Chassis: 1.600 mm de largura

Elevação máxima: 16 metros

Corredor operacional: 2.280mm

Tipo da roda: maciços superelásticos

Bateria: 48 V, 930 Ah (opcional 1100Ah)

Garantia: total 1000 horas, peças 5000 horas

Sobre a Combilift

A Combilift (www.combilift.com.br) é a líder mundial em soluções customizadas de movimentação de materiais. Fundada na Irlanda em 1998, está presente em 75 países com uma frota total de mais de 35.000 empilhadeiras articuladas para paletes em corredores estreitos, empilhadeiras multidirecionais com capacidades de até 25 toneladas e movimentadores de contêineres e outras cargas especiais com até 150 toneladas e 80 metros de comprimento. Está no Brasil há oito anos, atendendo clientes de Manaus a Uruguaiana, disponibilizando a estas empresas a expertise internacional de otimização de área e elaboração de projetos logísticos. Seus produtos são reconhecidos por sua inovação, comprovados por premiações como Melhor Design 2014 – Red Dot Award, Melhor Ergonomia 2014, Melhor Ergonomia 2015 – FLTA Award, uma das Companhias Mais Bem Gerenciadas de 2014 – Deloitte, Exportador do Ano na Irlanda em 2008 e 2015, CEO apontado como o Empreendedor do Ano pela Ernst&Young.

Principais clientes: Aggreko, Arno, Bertolini Armazenagem, Cassol Pré-Fabricados, Caterpillar, Cia. Bandeirantes, CNH, Cooperativa Piá, Embraer, Grendene, Madeiranit, Marcopolo, Medabil, Todeschini, Neugebauer e WEG S.A. 

CombiAM 3 toneladas
Publicado em Transporte

A fabricante de empilhadeiras irlandesa Combilift (www.combilift.com.br) encerra 2017 com um lançamento de peso para o mercado brasileiro: a empilhadeira articulada CombiAM com capacidade para 3.000kg de carga. O modelo, que vem crescendo em vendas mundiais, é empilhadeira articulada que vem conquistando empresas que priorizam a área de armazenagem utilizando equipamentos robustos que operam no menor espaço possível com máxima segurança, rapidez e produtividade.

Com capacidade para 3.000 kg e elevação entre 4,3m até 16 metros de altura, a CombiAM com é um equipamento versátil, que opera nas condições mais robustas e tem fácil manobrabilidade, o que facilita a operação em corredores estreitos a alturas elevadas. É ideal para aplicações no setor de materiais de construção; distribuidores de bebidas de alto valor agregado; produtos químicos; aplicações que usam clamps (garras) para movimentação de cargas; indústria de matrizes, moldes e modelos metálicos; câmaras frias de alta seletividade com altura elevada de armazenagem.

Rafael Kessler, diretor comercial da Combilift no Brasil, destaca a importância do lançamento e os ganhos efetivos para o mercado: “Entendemos que a empilhadeira articulada de 3 toneladas, apesar de ser um incremento à nossa linha de produtos, traz o diferencial de movimentar cargas mais pesadas em corredores muito estreitos, algo que nunca havia sido feito”.

O modelo está equipado com controlador Curtis, bateria de 48V e 930Ah de fácil instalação e remoção, possui tração direta nas rodas dianteiras por motor elétrico de corrente alternada da marca Schabmüller com freios regenerativos, ou seja, recupera energia cinética usada na frenagem do veículo. Pode receber torres tríplex ou quadriplex montadas sobre o eixo dianteiro e tem sistema hidráulico Bosch Rexroth acionado por motor de corrente alternada.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA CombiAM 3.000kg

Capacidade de carga: 3.000kg

Chassis: 1.600 mm de largura

Elevação máxima: 16 metros

Corredor operacional: 2.280mm

Tipo da roda: maciços superelásticos

Bateria: 48 V, 930 Ah (opcional 1100Ah)

Garantia: total 1000 horas, peças 5000 horas

Sobre a Combilift

A Combilift (www.combilift.com.br) é a líder mundial em soluções customizadas de movimentação de materiais. Fundada na Irlanda em 1998, está presente em 75 países com uma frota total de mais de 35.000 empilhadeiras articuladas para paletes em corredores estreitos, empilhadeiras multidirecionais com capacidades de até 25 toneladas e movimentadores de contêineres e outras cargas especiais com até 150 toneladas e 80 metros de comprimento. Está no Brasil há oito anos, atendendo clientes de Manaus a Uruguaiana, disponibilizando a estas empresas a expertise internacional de otimização de área e elaboração de projetos logísticos. Seus produtos são reconhecidos por sua inovação, comprovados por premiações como Melhor Design 2014 – Red Dot Award, Melhor Ergonomia 2014, Melhor Ergonomia 2015 – FLTA Award, uma das Companhias Mais Bem Gerenciadas de 2014 – Deloitte, Exportador do Ano na Irlanda em 2008 e 2015, CEO apontado como o Empreendedor do Ano pela Ernst&Young.

Principais clientes: Aggreko, Arno, Bertolini Armazenagem, Cassol Pré-Fabricados, Caterpillar, Cia. Bandeirantes, CNH, Cooperativa Piá, Embraer, Grendene, Madeiranit, Marcopolo, Medabil, Todeschini, Neugebauer e WEG S.A. 

CombiAM 3 toneladas
Publicado em Transporte

A fabricante de empilhadeiras irlandesa Combilift (www.combilift.com.br) encerra 2017 com um lançamento de peso para o mercado brasileiro: a empilhadeira articulada CombiAM com capacidade para 3.000kg de carga. O modelo, que vem crescendo em vendas mundiais, é empilhadeira articulada que vem conquistando empresas que priorizam a área de armazenagem utilizando equipamentos robustos que operam no menor espaço possível com máxima segurança, rapidez e produtividade.

Com capacidade para 3.000 kg e elevação entre 4,3m até 16 metros de altura, a CombiAM com é um equipamento versátil, que opera nas condições mais robustas e tem fácil manobrabilidade, o que facilita a operação em corredores estreitos a alturas elevadas. É ideal para aplicações no setor de materiais de construção; distribuidores de bebidas de alto valor agregado; produtos químicos; aplicações que usam clamps (garras) para movimentação de cargas; indústria de matrizes, moldes e modelos metálicos; câmaras frias de alta seletividade com altura elevada de armazenagem.

Rafael Kessler, diretor comercial da Combilift no Brasil, destaca a importância do lançamento e os ganhos efetivos para o mercado: “Entendemos que a empilhadeira articulada de 3 toneladas, apesar de ser um incremento à nossa linha de produtos, traz o diferencial de movimentar cargas mais pesadas em corredores muito estreitos, algo que nunca havia sido feito”.

O modelo está equipado com controlador Curtis, bateria de 48V e 930Ah de fácil instalação e remoção, possui tração direta nas rodas dianteiras por motor elétrico de corrente alternada da marca Schabmüller com freios regenerativos, ou seja, recupera energia cinética usada na frenagem do veículo. Pode receber torres tríplex ou quadriplex montadas sobre o eixo dianteiro e tem sistema hidráulico Bosch Rexroth acionado por motor de corrente alternada.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA CombiAM 3.000kg

Capacidade de carga: 3.000kg

Chassis: 1.600 mm de largura

Elevação máxima: 16 metros

Corredor operacional: 2.280mm

Tipo da roda: maciços superelásticos

Bateria: 48 V, 930 Ah (opcional 1100Ah)

Garantia: total 1000 horas, peças 5000 horas

Sobre a Combilift

A Combilift (www.combilift.com.br) é a líder mundial em soluções customizadas de movimentação de materiais. Fundada na Irlanda em 1998, está presente em 75 países com uma frota total de mais de 35.000 empilhadeiras articuladas para paletes em corredores estreitos, empilhadeiras multidirecionais com capacidades de até 25 toneladas e movimentadores de contêineres e outras cargas especiais com até 150 toneladas e 80 metros de comprimento. Está no Brasil há oito anos, atendendo clientes de Manaus a Uruguaiana, disponibilizando a estas empresas a expertise internacional de otimização de área e elaboração de projetos logísticos. Seus produtos são reconhecidos por sua inovação, comprovados por premiações como Melhor Design 2014 – Red Dot Award, Melhor Ergonomia 2014, Melhor Ergonomia 2015 – FLTA Award, uma das Companhias Mais Bem Gerenciadas de 2014 – Deloitte, Exportador do Ano na Irlanda em 2008 e 2015, CEO apontado como o Empreendedor do Ano pela Ernst&Young.

Principais clientes: Aggreko, Arno, Bertolini Armazenagem, Cassol Pré-Fabricados, Caterpillar, Cia. Bandeirantes, CNH, Cooperativa Piá, Embraer, Grendene, Madeiranit, Marcopolo, Medabil, Todeschini, Neugebauer e WEG S.A. 

Serviço contempla portos na Espanha, França e Itália, na Europa

A TCP – empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá, já está operando um novo serviço (linha) para países do  Mediterrâneo, na Europa, abrangendo portos da Espanha (Las Palmas, Valência e Barcelona), e Itália (Genoa, Livorno e Giona Tauro) A nova rota – que também serve os portos brasileiros de Suape, Salvador, Navegantes, Santos e Rio de Janeiro, bem como Montevidéu, no Uruguai – conta com uma escala semanal e a expectativa é que sejam realizados de 1.200 a 1500 movimentos por semana.

O novo serviço começou a operar no início de novembro com a atracação do navio MSC Amalfi, com 299,91 metros de comprimento (LOA) por 48,33 metros de largura, onde foram registrados 965 movimentos. “Essa nova rota nova atende, principalmente, a importação no setor automotivo, carne, couro e madeira para a exportação”, explica Juarez Moraes e Silva, diretor Superintendente Comercial da TCP.

Moraes e Silva destaca que foi possível para a TCP oferecer o novo serviço graças aos investimentos realizados nos últimos anos, que têm aumentado a capacidade operacional do Terminal. “Com a capacidade operacional e a alta produtividade que o Terminal apresenta, Paranaguá é um destino seguro para que os armadores possam operar os seus serviços. Isso porque independente das condições climáticas, os navios conseguirão atracar de imediato no Terminal e serão operados no menor espaço de tempo possível”, diz.

Investimentos

Nos últimos anos, a TCP tem realizado uma série de investimentos que garantem o aumento da sua capacidade operacional. Em 2016, por exemplo, o Terminal investiu na implantação do sistema NAVIS N4, com foco no aumento da produtividade e eficiência do Terminal.

O sistema integra as informações portuárias, otimizando a gestão de pátio com a automação de processos. Ele também promove a alocação mais eficiente dos caminhões que transportam os contêineres entre os equipamentos e navios, e melhora a segregação de contêineres no pátio.

Além dos investimentos dedicados aos novos sistemas, o Terminal também está investindo na ampliação do cais, que hoje conta com 879 metros e deve chegar a 1.099 metros até 2018, além de construção de dolphins exclusivos para a atracação de navios que fazem o transporte de veículos; e a ampliação da retroárea do terminal, que chegará a 500 mil metros quadrados.

Sobre a TCP

A TCP é a empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá – um dos maiores terminais de contêineres da América do Sul, e a empresa de serviços logísticos TCP Log.

Após receber investimentos de R$ 365 milhões, um dos maiores aportes privados do setor portuário brasileiro nos últimos anos, a TCP atualmente tem capacidade para movimentar 1,5 milhão de TEUs/ano, conta com 320 mil m² de área de armazenagem e oferece três berços de atracação, com extensão total de 879 metros, além de dolfins exclusivos para operação de navios de veículos.

A atuação do terminal é complementada pela TCP Log, que oferece serviços de integração da cadeia logística; como armazenagem, estrutura para carregamento e descarregamento de contêineres, pátio para contêineres e transporte do modal rodo ferroviário ao terminal em Paranaguá.

Informações para Imprensa
Medialink Comunicação, Fone: (11) 3817-2131
Raul Fagundes Neto,

Ana Cunha,

Paulo Roberto Bertaglia
Publicado em Economia

Palestra em SJC com Paulo Bertaglia

aborda o uso da tecnologia na logística

Serviços logísticos mais eficientes podem minimizar custos e conquistar mercado

Já ouviu falar em RFID (Radio Frequency Identification), Drones, Robótica, WMS (Warehouse Management System), ERP (Enterprise Resource Planning) ou TMS (Transportation Management Systems)? Pois bem: estas são algumas das ferramentas mais utilizadas na integração das atividades logísticas na atualidade e é fruto do uso da tecnologia no setor.

Para falar sobre assuntos relacionados ao tema, a ETEP São José dos Campos convidou Paulo Bertaglia para ministrar a palestra “Tecnologias Modernas Aplicadas a Supply Chain e Logística”, que será realizada no próximo dia 16 de novembro, no Centro de Gestão de Negócios da faculdade, às 20h.

Segundo Bertaglia, em meio a um cenário macroeconômico dinâmico, uma cadeia de suprimentos ágil, flexível e integrada pode ser o diferencial necessário para a empresa se destacar e perpetuar no mercado. “Cada vez mais a boa gestão da cadeia de abastecimento é reconhecida como um diferencial estratégico para melhorar o controle e a eficiência das empresas e isso geralmente aparece de forma clara nos resultados”, explica.

A palestra é aberta ao público. Para participar, basta comparecer à ETEP, que fica na Avenida Andrômeda, 423, no Centro de Gestão de Negócios da ETEP Faculdades, em São José dos Campos.

Sobre o Palestrante Paulo Roberto Bertaglia

Paulo Roberto Bertaglia é formado em Administração e Tecnologia da Informação, especialista em Supply Chain Management (EUA), Gestão Estratégica de Negócios, Manufacturing and Inventory Control (EUA) Business Strategy (EUA)  e Leadership (Canadá). Fundador e diretor executivo da Berthas (www.berthas.com.br), possui extensa vivência e experiência profissional exercendo posições executivas nas áreas de planejamento, compras, logística, manufatura, tecnologia da informação, consultoria de negócios, terceirização e vendas de serviços. Possui sólida experiência em Supply Chain adquirida nas empresas IBM, Unilever, Hewlett-Packard, EDS e Oracle. Professor de pós-graduação em Logística, Gestão Estratégica de Negócios e Tecnologia da Informação. Tem atuado como membro de conselho de diversas empresas. Conta com inúmeros artigos publicados por meios de comunicação nacionais e internacionais. É fluente em inglês e espanhol.

Marcelo Schmitt novo CEO da Localfrio
Publicado em Negócios
Terça, 07 Novembro 2017 13:49

Marcelo Schmitt é o novo CEO da Localfrio

São Paulo, 7 de novembro de 2017 – O engenheiro naval e administrador de empresas Marcelo Schmitt é o novo CEO da Localfrio (www.localfrio.com.br), empresa que atua há mais de 60 anos prestando serviços de excelência em logística especializada nos principais portos e centros de distribuição do Brasil. Com mais de 25 anos de carreira desenvolvida em diferentes países da América Latina e Europa, tanto na indústria quanto em Operadores Logisticos, o novo CEO tem 50 anos, e retorna da Holanda onde ocupava até então a direção de Supply Chain e Procurement da Apollo Vredestein na Europa, tradicional empresa fabricante de pneus. Schmitt é também o atual presidente do Council of Supply Chain Management Professionals (CSCMP) no Brasil .

Com destacada atuação em operações logísticas em todo o Brasil graças à sua expertise em movimentação, manuseio, armazenagem e transporte de cargas secas e frigorificadas, a Localfrio terá o comando de Schmitt em um momento em que as exportações brasileiras estão registrando um reaquecimento importante, assim como uma esperada retomada da economia doméstica e importação em bens que requerem especialização como perecíveis, farmacêuticos e químicos.

“Estou muito contente em assumir o convite para liderar a Localfrio, uma empresa emblemática e líder no cenário portuário e logístico do País, e trazer minha experiência acumulada como embarcador no posicionamento de valor de excelência operacional e especialização que queremos oferecer aos nossos clientes. Nesses períodos de grandes desafios que o Brasil tem atravessado, estamos seguros de ser o parceiro certo na busca pela eficiência e serviços diferenciados que as empresas precisam para continuar vencendo e liderando.” 

Marcelo Schmitt é engenheiro naval formado pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP) onde foi também professor convidado entre os anos de 2001 e 2016. Sua formação inclui ainda um MBA em Administração e Economia Empresarial na Fundação Getúlio Vargas.

O executivo passou por cargos de liderança em empresas nos setores automotivo, químico e farmacêutico, siderurgia, trading e operadores logísticos. Ocupou cargos de diretoria de supply chain e operações para o Brasil e América Latina na Goodyear, BASF , Gerdau e Noble , assim como de diretor superintendente na Elog Logística e diferentes cargos na Ipiranga Petróleo.

 

SOBRE A LOCALFRIO

A Localfrio opera há mais de 60 anos, de Norte a Sul, nos principais portos do Brasil. São sete unidades de negócios referência em todo o país, com profissionais altamente especializados e tecnologia de ponta para soluções integradas e customizadas em movimentação, manuseio e armazenagem de cargas secas e frigorificadas, soltas e conteinerizadas, paletização, etiquetagem, estufagem, peação, além de planejamento e transportes.

A empresa tem o know how e qualidade em todos os tipos de cargas, adaptando-se aos diversos segmentos, oferecendo serviços integrados em terminal alfandegado, armazém geral, transporte e armazém frigorífico.

 

Andrea Espírito Santo – Assessora de Imprensa

(21) 97906-9939 // (21) 3743-4155

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Saiba mais sobre a Manchete Editorial: www.manchete.info

 

Novas soluções tecnológicas para Gestão de Frotas da Sascar
Publicado em Transporte

Durante o 21º Salão Internacional de Transporte Rodoviário (Fenatran), que acontece no São Paulo Expo, em São Paulo/SP, de 16 a 20 de outubro, a Sascar, empresa do Grupo Michelin e especializada em gestão de frotas e monitoramento de veículos e cargas, além de apresentar diversos lançamentos destinados ao mercado de transporte, proporcionando mais produtividade e redução de custos da frota, anuncia sua expansão na América Latina, com nova subsidiária na Argentina.

 

Há mais de 18 anos atuando no segmento, a mobilidade é um fator essencial para a Sascar, que desenvolve continuamente novas soluções para torná-la mais segura, sustentável, eficiente e produtiva. Além do Brasil, onde possui três unidades – Alphaville (SP), Curitiba (PR) e Campinas (SP), com 845 colaboradores, a Sascar inaugurou, em 2016, sua unidade de negócios no México, que conta com 28 mil veículos conectados e cerca de 100 colaboradores. A próxima investida será na Argentina, com previsão de abrir mais uma subsidiária em 2018.

 

“Temos uma base consolidada relevante no Brasil e a nossa meta é expandir nossas operações. Somos parte de uma das mais importantes iniciativas dos novos modelos de negócios de mobilidade da Michelin e queremos ser reconhecidos por oferecer soluções que contribuam para o sucesso do negócio de nossos clientes. Por isso, queremos ser um forte competidor na América Latina. Para isso, devemos investir R$ 100 milhões em tecnologia nos próximos cinco anos”, afirma Gilson Santiago, CEO da Sascar.   

 

Para Santiago, a presença da Sascar na Fenatran é muito importante. “Será uma excelente oportunidade para que os nossos clientes conheçam as novas soluções tecnológicas e tenham a oportunidade de reconhecer a importância estratégica que a Sascar representa para os planos de expansão do Grupo Michelin”, conclui o executivo.

Logística Humanitária
Publicado em ONGs

O conhecimento nesta área ajuda na identificação de áreas de risco para evitar acidentes e melhora o atendimento a regiões já afetadas por desastres naturais

A Logística é conhecida por otimizar processos comerciais e industriais, mas o que muitos não sabem é que esse conhecimento pode ser aplicado para otimização de operações humanitárias. Além de identificar áreas de risco para evitar acidentes, melhora o atendimento a regiões já afetadas por desastres naturais e passou a receber maior atenção de especialistas no mundo todo após o Tsunami do Oceâno Índico em 2004.

No Brasil, esta aplicação do trabalho de profissionais de logística ganhou espaço e importância com o entendimento de que a área pode colaborar com a organização da ajuda em casos de crise nas grandes cidades, em decorrência de desastres naturais. O lançamento da Elsevier “Logística Humanitária”, apresenta como a mobilização adequada de pessoas, recursos e conhecimentos podem auxiliar as comunidades. A obra explica de forma inédita como os conceitos da logística comercial e industrial são aplicáveis à ajuda humanitária.

Pioneiro no conteúdo, o livro permite que cada vez mais a logística humanitária seja estudada e a sociedade seja beneficiada com a diminuição de impactos causados por desastres que, em alguns casos, não podem ser prevenidos. A obra ainda traz os conceitos e definições que servem de base para a análise de casos ocorridos no Brasil e no exterior com atividades de aprendizagem que possibilitam uma compreensão o mais próximo possível da realidade.

Os organizadores de “Logística Humanitária” Adriana Leiras, Hugo Yoshizaki, Márcia Samed e Mirian Buss Gonçalves, afirmam que a logística humanitária é um tema recente e que ganha cada vez mais destaque devido aos efeitos adversos das mudanças climáticas. “É necessário envolver tanto o poder público quanto as ONG's associadas para agir de forma coordenada no socorro às vítimas de catástrofes”, complementam.     

                                   Logística Humanitária

Editora Elsevier

Páginas: 352

Preço: R$ 135,90

Formato: 21cm x 27 cm