Publicado em Variedades

Sinduscon-TAP deve implantar CUB, indicador que afere a inflação no setor da construção civil

por em16 Junho 2017 51 acessos
  • .
Report ThisConteúdo Inadequado? Avise-nos

O CUB é o único indicador que obedece uma lei e uma norma técnica

Os sinduscons são um dos poucos setores que tem força de lei e autonomia para calcular e divulgar o CUB

O coordenador sindical do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG), Daniel Furletti e a assessora econômica do Sindicato, Ieda Vasconcelos se reuniram na tarde desta terça-feira (13), com os associados do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba (Sinduscon-TAP), em sua sede, para explanar  sobre os aspectos operacionais e gerais do Custo Unitário Básico (CUB) m², destacando a sua importância para o mercado da cidade e região. Eles foram recebidos pelo vice-presidente Administrativo e Financeiro do Sinduscon-TAP, Rubens Debs Procópio e pelo vice-presidente de Tecnologia também da entidade, Efthymios Panayotes Emmanuel Tsatsakis, que na ocasião representaram o presidente do Sinduscon-TAP, Pedro Spina.

O objetivo da visita de Daniel Furletti e Ieda Vasconcelos é implantar o CUB/ m² em Uberlândia por ser um indicador importante para o planejamento da obra e gestão dos negócios, já que acompanha a evolução dos preços de materiais de construção, mão de obra, despesas administrativas e aluguel de equipamentos. É o indicador que afere a inflação no setor da construção civil.

De acordo com Daniel Furletti o CUB/m² é calculado e divulgado mensalmente pelos Sinduscons de todo o país, de acordo com a Lei 4591/64 e com a Norma Técnica NBR 12.721/2006,da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). “O objetivo do CUB/ m² é disciplinar o mercado de incorporação imobiliária, servindo como parâmetro na determinação dos custos dos imóveis e até mesmo como índice setorial. Nós somos um dos poucos setores que tem força de lei e autonomia para calcular e divulgar o CUB. A ferramenta tem tanta credibilidade que a Receita Federal utiliza o CUB e não o indicador que ela mesma poderia criar. A metodologia não é de um grupo de estatístico, é dado por uma norma técnica”, afirma.

“É o único indicador que obedece uma lei e uma norma técnica”, acrescenta a assessora econômica do Sindicato, Ieda Vasconcelos.   

Daniel Furletti  também disse que o índice pode servir como mecanismo de reajuste de preços em contratos de compra de apartamentos em construção e como indicador do mercado. Também é utilizado como parâmetro para o cálculo do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), devido pelas empresas quando, por exemplo, este cálculo é realizado por aferição indireta. Ou seja, a emissão da Certidão Negativa de Débitos (CND), documento exigido em comprovações para financiamentos ou em licitações, está vinculada à publicação do CUB.

O vice-presidente de Tecnologia do Sinduscon-TAP, Efthymios Panayotes Emmanuel Tsatsakis disse que o último CUB levantado em Uberlândia foi em 2007. “Precisamos trazer esse importante indicador e estimular os empresários a usarem”.

A divulgação do CUB deve ser feita até o dia 5 do mês subsequente, adotando, como referência do indicador, o mês da publicação e coleta de preços e salários. Portanto, o CUB a ser utilizado é o do mês anterior à data de sua divulgação.

Serifa Comunicação

Serifa Comunicação has not set their biography yet

Website.: serifacomunicacao.com.br