Publicado em Variedades

Somos Tão Jovens - Tributo Legião se apresenta em Jaboticabal (SP)

por em08 Agosto 2017 85 acessos
  • .
Report ThisConteúdo Inadequado? Avise-nos

No dia 11 de agosto, às 21h, a cidade recebe o show Somos Tão Jovens - Tributo Legião, na Concha Acústica

Ribeirão Preto (SP), 08 de agosto de 2017Jaboticabal é a próxima parada no interior de São Paulo para o show “Somos Tão Jovens – Tributo Legião”. O show entra para a agenda cultural da cidade no próximo sábado, dia 11 de agosto, às 21h, na Concha Acústica, que fica na R. Maestro Grossi, 48, no bairro Nova Jaboticabal. A classificação do espetáculo é livre. Parte da renda do show será doada em forma de produtos ao Fundo de Solidariedade da Prefeitura Municipal de Jaboticabal. Está acontecendo, também, uma campanha de arrecadação de alimentos não perecíveis que serão recolhidos junto ao público presente.

O tributo, que foi lançado no ano passado e está em turnê até hoje, já se apresentou em várias cidades do Estado de São Paulo e Minas Gerais, sempre agradando o público de todas as localidades por onde passa. A estreia do show foi em Ribeirão Preto (SP), com ingressos esgotados 15 dias antes do espetáculo. Franca, Barretos, Bebedouro, Uberaba, Pirassununga, Araras e Serrana também já receberam o show – todos lotados.  

Para os músicos do Tributo, “o sucesso de público da turnê se deve à grande quantidade de amantes da banda liderada por Renato Russo”. Apesar de fazer 20 anos que a música brasileira e milhares de fãs perderam Renato Russo e os shows lotados da Legião Urbana, as canções se perpetuaram e se consagraram como verdadeiros hinos da juventude - que, no dizer de Renato, “tem seu próprio tempo”, independente das gerações. São músicas de 20, 30 anos, mas que ainda são hits atuais, como Tempo Perdido, Quase sem Querer, Ainda é Cedo, Pais e Filhos, Eduardo e Mônica, Que país é este, Índios, Faroeste Caboclo, Monte Castelo e muitas outras – cantadas por fãs de diferentes idades.

A banda formada para o tributo reúne músicos que foram fãs de Renato Russo e viveram o auge da juventude dos anos 80 e 90, bem como integra um músico com 22 anos, que só conheceu o trabalho da Legião Urbana pelos pais, por outros fãs ou ainda por resgate de vídeos pela internet, além de discos de vinil, CDs e DVDs. O baterista Victor Grili, vem da banda PlayVinil, investe na sua carreira solo e agora integra o projeto. Ele demonstra-se empolgado. “Poder participar desse projeto tem sido uma experiência muito importante para minha trajetória. Eu já conhecia a Legião Urbana, mas não da forma como eu conheço hoje. Tem sido um aprendizado”. Victor diz que com o projeto entendeu o que o trabalho da Legião significou para aquela geração. “Consegui compreender a importância desse movimento punk no Brasil, iniciado pelo Renato Russo e o papel do rock nacional para a história do Brasil”.

Evandro Grili, guitarrista e violonista no projeto, divide o palco com o filho Victor, bem como a paixão por tudo o que Renato produziu junto ou separado da Legião Urbana. “Acho que o Renato protagonizou a odisseia da maior banda de rock que o Brasil conheceu. Ninguém tem um público como a Legião tem, 30 anos depois de sua fundação e 20 anos depois de seu fim. E não é simplesmente porque acabou e pronto. É porque a mensagem é muito forte e atualíssima. E vai continuar, por outras gerações”, expressa.  Para ele, a Legião Urbana e o Renato influenciaram muito mais pela mensagem do que pela própria música. “A música meio que se tornou um veículo da mensagem”. O músico ainda questiona “Que banda no mundo tem uma música que vira um filme? E responde: “Pouquíssimas. A Legião tem duas: Faroeste Caboclo, que já foi gravado e Eduardo & Monica que está em gravação. Fora o filme biográfico. Foi essa mensagem que influenciou os músicos da minha geração, os fãs daquela época e os que surgiram depois, mesmo após o fim da banda”, contextualiza.

O vocalista, Sérgio Missão, diz que a união de gerações na banda formada para o tributo é um fator de sucesso do projeto. Ele conta que uma parte dos músicos viveu muito a época, acompanhando a Legião pela televisão, indo a shows, ouvindo rádios, comprando seus discos e se emocionando com a novidade que traziam para o rock nacional. Como também tem quem não viveu pessoalmente, mas garante: “a obra da Legião atinge a todos. A banda se uniu e de uma forma natural e inexplicável, criou inconscientemente um ambiente energizado, que faz com que o espetáculo cresça a cada dia”, revela.

A movimentação dos fãs e a procura por shows que remetam à época da Legião tem uma motivação para Eduardo De Lucca, baixista do tributo. Ela acredita na força das letras da banda para atrair os fãs. “Como letrista Renato Russo é inigualável, pois escreveu músicas que falavam da realidade política do país, dos sentimentos, das emoções, dos sonhos. Suas letras eram escritas com o coração, com puro sentimento, cativando uma geração inteira e nos dias atuais continua influenciando o público, pois não são letras temporais”. Também super fã da Legião, Eduardo não sabe mensurar o que faz a chama de legionários tão viva, mas arrisca que são vários fatores, como o carisma, as letras escritas com o puro sentimento e os ritmos simples que geram identificação direta no público. “Acredito que existiu uma energia enorme na Legião Urbana que moveu uma geração e continua influenciando pelo fato de fazer o simples e com o maior amor”.

Sandro Resende, também guitarrista do tributo, analisa que tanto a música quanto as composições de Renato Russo, estão acima da definição de passadas ou atuais. “Renato encontrou uma fórmula de usar a linguagem romântica e politizada, ou seja, sempre falando para todas as gerações”. O guitarrista acredita que as novas gerações estão carentes de um romantismo, “apesar que alguns não admitem essa necessidade” e garante: “as mensagens da Legião Urbana serão eternas. São canções que sempre vão se encaixar em alguma questão atual”. Por conta disso, os músicos do tributo recomendam o show para um público variado, com espaço para avós, filhos e netos na plateia.

SERVIÇO:

Show: Tributo “Somos Tão Jovens” – Tributo Legião

Data e horário:

11 de agosto/2017 – Concha Acústica de Jaboticabal

Rua Barão do Rio Branco, 339, Serrana, SP.

Valor dos ingressos:

R$40,00 (INTEIRA)
R$20,00 (MEIA) para estudantes, professores, aposentados  e  músicos

Classificação: Livre

Venda de ingressos

On line pelo site www.guicheweb.com.br

Pontos de venda:

JABOTICABAL
Jomar Modas Novo Espaço: 99778.2114
Jomar Modas Aparecida: 3202.2868
Posto do Fú: 3202.2944
Óticas Carol: 3202.6162
Escola de Arte Prof. Francisco B. Marino: 3202.8521

MONTE ALTO
Chegadinha Modas:
(16) 3242.3835

GUARIBA
Gaby Fashion:
(16) 3251.2524

TAQUARITINGA
Jomar Modas
(16) 3252.4048

Informações para a Imprensa:

Verbo Nostro Comunicação Planejada – (16) 3632-6202 / 3610-8659

Jornalistas responsáveis: Luciana Grili (16) 99152 2707, Valter Jossi Wagner (16) 99152 2700 e Andréa Berzotti (16) 99138 6185

Verbo Nostro Comunicação Empresarial

Verbo Nostro Comunicação Empresarial has not set their biography yet

Website.: