Audiência pública com o governo de SC discutirá entraves do novo acesso ao Sul da Ilha

Obra iniciada em 2013 já recebeu R$ 225,7 milhões de investimento segundo a Secretaria de Estado da Infraestrutura. / Fotos: James Tavares - Secom


Audiência pública com o governo de SC discutirá entraves do novo acesso ao Sul da Ilha 1

Na próxima quinta-feira (25), às 19h30, o governo, representado pelo secretário de Estado da Infraestrutura, Carlos Hassler, participará de uma audiência pública que será decisiva para a comunidade do Sul da Ilha. Juntos, governo e moradores buscam no diálogo a solução para viabilizar a conclusão do novo acesso Sul, cujas obras tiveram início em 2013 e receberam um investimento de R$ 225,7 milhões, segundo dados da Secretaria de Estado da Infraestrutura.

O encontro, que será realizado na Igreja Batista do Carianos (Av. Alberto Santos Dumont, 660), foi convocado no dia 17 de abril, durante a visita in loco do governador Carlos Moisés da Silva na obra. Na ocasião, Moisés foi surpreendido por relatos de moradores que argumentaram a judicialização e a falta de diálogo com representantes do DEINFRA como alguns dos fatores que geram entraves, prejudicam o bem-estar da população e colocam em xeque o andamento da obra.

“Por muito tempo este problema vem se arrastando. Centenas de famílias vivem a agonia da indecisão, da falta de diálogo, dos custos judiciais e de tantos outros problemas que envolvem o drama que se tornou esta parte da conclusão do novo acesso Sul. Esta audiência pode ser o início da resolução dos problemas que emperraram as obras até agora”, declara o vereador Maikon Costa (PSDB).

Costa estava presente na visita do governador ao bairro Carianos no último dia 17 e mediou, no local, a primeira rodada de diálogos diretos entre governo e moradores afetados pela obra. A população busca, sobretudo, transparência no caso marcado por denúncias de irregularidades no pagamento e superfaturamento de terrenos irregulares. 

Segundo o vereador, a resolução das indenizações dos terrenos desapropriados no Carianos é fundamental para que a obra seja concluída. “Com o interesse demonstrado pelo governador, existe a possibilidade concreta de ser feito um acordo entre governo e proprietários”.

Engajamento popular

A presença da população na audiência pública e o apoio da sociedade civil são fundamentais para garantir que o governo atue na resolução efetiva dos entraves. Desde o início das obras, os moradores do Sul da Ilha se engajaram para solucionar problemas e combater injustiças. Com a cooperação da comunidade, por exemplo, foi possível mudar o traçado do projeto, o que gerou uma economia de mais de R$ 40 mi dos cofres públicos.  

“Só a participação popular garantirá um processo justo, bem como uma obra que atenda todos os níveis de mobilidade que a cidade demanda. A conclusão do acesso até outubro, mês em que está prevista a inauguração do novo aeroporto de Florianópolis, é vital para que o trânsito no bairro Rio Tavares não entre em colapso e prejudique ainda mais a constante imobilidade da Capital”, alerta Maikon Costa.


Compartilhar Conteúdo
Release / Artigo
Texto com Imagens
Vídeo
Youtube, Vimeo ou Vine
Áudio
Soundcloud ou Mixcloud
Imagem
Fotos e Imagens