GSMA e W20 anunciam um apelo à ação para eliminar a diferença de gênero digital à frente da cúpula do G20

Anúncio de Novas Recomendações aos Países Membros do G20 para Promover a Inclusão Digital das Mulheres


Como parte de seu papel dentro do grupo W20 (Women 20), a GSMA apoiou uma série de recomendações para promover a inclusão digital de mulheres a serem apresentadas aos países membros do G20 ainda este ano. A GSMA preside o tópico do tema Inclusão Digital no W20, que está assessorando o G20 em questões sobre igualdade de gênero e empoderamento econômico das mulheres, em apoio aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (SDGs), particularmente o SDG nº 5 (Igualdade de Gênero).

“A GSMA tem o privilégio de ajudar a modelar as recomendações do W20, que fornecerão um roteiro viável para as nações do G20 conduzirem políticas de igualdade de gênero em todo o mundo”, disse Mats Granryd, Diretor Geral da GSMA. “Essas recomendações destacam a importância em eliminar a diferença de gênero digital, removendo barreiras ao acesso e uso, e promovendo políticas que incentivem a inclusão digital das mulheres. Acreditamos que essa abordagem garantirá que mulheres e moças desempenhem um papel importante na formação de nossas futuras economias digitais ”.

“Garantir que as mulheres sejam incluídas digitalmente traz benefícios significativos para elas, suas comunidades e economias”, acrescentou Susana Balbo, presidente do W20.

Em uma mesa redonda do W20 em Paris, na semana passada, a GSMA presidiu o debate entre os delegados do W20 para definir as recomendações de Inclusão Digital. Existem quatro recomendações acordadas que apelam aos países membros do G20 para:

  1. Coletar, monitorar e analisar dados sobre o acesso e uso de tecnologias digitais por mulheres e sobre a presença de mulheres em cursos relacionados a STEM, carreiras e cargos de liderança;
  2. Desenvolver políticas holísticas que enfoquem as barreiras ao acesso e uso de tecnologias digitais pelas mulheres, incluindo acessibilidade, viabilidade econômica, segurança e proteção, competências digitais, disponibilidade de conteúdo e serviços relevantes;
  3. Promover iniciativas que estimulem a participação igualitária de mulheres e moças em estudos STEM e trabalho intensivo digital para garantir que elas participem e liderem o design, o desenvolvimento e a governança de tecnologias digitais, bem como os empresários do setor digital;
  4. Assegurar que todas as análises sobre o futuro do trabalho, incluindo necessidades de educação e demandas por novas habilidades, sejam realizadas visando ao equilíbrio de gênero, proteção social e qualidade do trabalho.

Essas recomendações alimentam o que será apresentado na cúpula do G20 Argentina 2018, em Buenos Aires, de 30 de novembro a 1 de dezembro de 2018, em que os governos do G20 serão solicitados a assumir compromissos concretos sobre cada questão.

Indústria Móvel Apoiando a Inclusão Digital das Mulheres

A GSMA está comprometida em apoiar o aumento da inclusão digital e financeira para as mulheres, refletindo o fato de que o celular é a principal forma de acesso à Internet em muitas partes do mundo. No entanto, de acordo com a mais recente pesquisa da GSMA, as mulheres em países de baixa e média renda são 26% menos propensas do que os homens a usar a Internet móvel.

Como parte da iniciativa Mulheres Conectadas da GSMA, 36 operadoras de telefonia móvel na África, Ásia e América Latina fizeram 51 compromissos formais para reduzir a desigualdade de gênero em sua base de clientes de dinheiro móvel ou internet móvel, impulsionando um esforço para acelerar a inclusão digital e financeira das mulheres. Até o momento, o programa Mulheres Conectadas e seus parceiros de operadoras móveis forneceram serviços de melhoria de vida a mais de 22 milhões de mulheres.


Compartilhar Conteúdo
Release / Artigo
Texto com Imagens
Vídeo
Youtube, Vimeo ou Vine
Áudio
Soundcloud ou Mixcloud
Imagem
Fotos e Imagens