Marcelo Biar lança pré-candidatura a deputado estadual

Pelo Psol, professor e presidente do Instituto de Direitos e Igualdade defende direitos de famílias de presidiários e servidores da rede de educação pública


Com um histórico de lutas pela educação e setores carentes da sociedade, oprofessor Marcelo Biar lançou sua pré-candidatura a deputado estadual pelo Rio de Janeiro. O presidente do Instituto de Direitos e Igualdade (ỊDỊ) expôs sua preocupação com o momento da democracia nacional. O evento ocorreu na noite desta quinta-feira (10), no Rio de Janeiro.

– Não podemos fazer roda de conversa para discutir o que faremos no futuro. O momento é agora. Queria descaracterizar este evento como uma pré candidatura e colocarcomo mais um passo da minha caminhada, onde vejo outros que participaram dela por aqui.

O evento contou com diversos representantes da sociedade e política como os senadores Chico Alencar (Psol-RJ) e Lindberg Farias (PT-RJ) e o deputado federal Glauber Braga (PSOL-RJ), unindo membros da esquerda de partidos diferentes por lutas em comum.

Através de um Projeto de Lei de iniciativa popular, Biar luta para que toda pessoa cadastrada como visitante de um presidiário tenha gratuidade de sua passagem para dias de visita. O benefício seria assegurado pelo número de dias previstos para suas visitas mensais. O direito será garantido a partir da apresentação da carteira de visitante conferida pela SEAP (Secretaria de Estado de Administração Penitenciária). Projetos de iniciativa popular são previstos no artigo 218 do regimento da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). A pré-candidatura é uma oportunidade de abrir mais uma frente pelo direito de cidadãos de comunidades carentes que sofrem para visitar algum dos mais de 60 mil presos espalhados por oito presídios no estado do Rio de Janeiro.

O professor de história também almeja lutar contra o sucateamento da educação pública, que retira verbas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Fundação de Apoio à Escola Técnica (a FAETEC) e colégios estaduais e escolas municipais, que atendem às classes mais pobres.

– O nosso discurso não é para falar do mundo mas para mudar o mundo. O nosso discurso é de fazer. Vamos pular em lugares com mais de 500 anos acumulados de direitos que não foram atendidos, ressaltou.

Sobre o professor Marcelo Biar
Marcelo Biar é presidente do IDI (Instituto por Direitos e Igualdade) e professor de História com mestrado em Serviço Social e doutorado em História pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Trabalhou cinco anos em unidades prisionais (Gericinó / Bangu) como diretor de escola e professor. Sua tese resultou no livro “ Arquitetura Da Dominação: O Rio de Janeiro, Suas Prisões e Seus Presos”, Editora Revan, com prefácio de Vera Malaguth.
Assessoria de ImprensaTiago Cordeiro – (21) 972656370Email:tiagocordeiroferreira@gmail.com

Roteirista & sócio at Scriptograma
Compartilhar Conteúdo
Release / Artigo
Texto com Imagens
Vídeo
Youtube, Vimeo ou Vine
Áudio
Soundcloud ou Mixcloud
Imagem
Fotos e Imagens