Museu Planeta Água tem sua primeira reunião com Conselho Consultivo do projeto


A primeira reunião oficial de 2019 para a construção do Museu Planeta Água aconteceu ontem (21), na unidade da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), no bairro Tarumã, local onde será construído o museu. O encontro contou com a participação de representantes das empresas patrocinadoras e apoiadoras, além do novo conselho consultivo do projeto.

Durante o encontro, assuntos como o planejamento e o cronograma físico-financeiro-conceitual, e a definição da metodologia para a execução do projeto, foram alguns dos temas discutidos.

Conselho Consultivo

Formado por oito especialistas dos setores de Sustentabilidade, Meio Ambiente e Água, o Conselho Consultivo é constituído pelo vice-presidente corporativo da CTG Brasil, José Renato Domingues, o diretor de Meio Ambiente e Ação Social da Sanepar, Júlio Gonchorosky, o diretor adjunto de Meio Ambiente da Sanepar, Fernando Guedes, a museóloga e doutoranda em Ciência em Museologia e Patrimônio, Karina Muniz Viana, a doutora em Engenharia Florestal e Conservação da Natureza e bióloga do instituto The Nature Conservancy (TNC), Marília Borgo, o oficial de Meio Ambiente da representação da UNESCO no Brasil, Massimiliano Lombardo, a jornalista especialista em Comunicação Corporativa e Sustentabilidade da CTG Brasil, Salete da Hora e o consultor em sustentabilidade empresarial, Ricardo Voltolini.

“Nasce em Curitiba o Museu Planeta Água. Educação, conhecimento e consciência sobre a água e seus impactos para a humanidade. A CTG Brasil se orgulha muito em patrocinar e contribuir com essa iniciativa”, declarou José Renato Domingues.

A previsão é que uma nova reunião seja marcada ainda no primeiro semestre de 2019, para dar continuidade ao desenvolvimento do projeto.

“Este é um dos objetivos da Sanepar, proporcionar à população um espaço cultural, histórico e informativo, tanto para o Paraná quanto para o Brasil, se tornando referência internacional do maior ativo da companhia, a água. Não vamos poupar esforços para isso”, comentou Júlio Gonchorosky.

O Museu Planeta Água, que é idealizado pela Associação Brasileira do Conhecimento (EGEO) e desenvolvido pela Straub Design, será o primeiro espaço museográfico totalmente dedicado a desvendar os segredos, mistérios, a origem e os usos da Água, numa abordagem abrangente e multidisciplinar, apresentando aspectos científicos, históricos, sociais, educacionais e de saúde, com previsão de inauguração em 2020. O projeto é patrocinado pela Sanepar, CTG Brasil, Compagás e conta com o apoio do Banco Regional de Desenvolvimento (BRDE).

A criação do Museu Planeta Água foi aprovada pelo Ministério da Cultura, com a pretensão de integrar a Rede Mundial de Museus de Água, que é uma iniciativa no âmbito do Programa Hidrológico Internacional liderado pela UNESCO.


Compartilhar Conteúdo
Release / Artigo
Texto com Imagens
Vídeo
Youtube, Vimeo ou Vine
Áudio
Soundcloud ou Mixcloud
Imagem
Fotos e Imagens