Observatório Social de Uberlândia consegue retomar obra de escola infantil parada desde 2015


Observatório Social de Uberlândia consegue retomar obra de escola infantil parada desde 2015 1

O Observatório Social de Uberlândia realiza na próxima quarta-feira (27), às 18h30, na sede da OAB (Auditório da OAB – 13ª subseção Uberlândia, na Avenida Rondon Pacheco nº 980), uma assembleia geral extraordinária para prestação de contas

A qualidade do sistema de ensino brasileiro não pode se negligenciada. De acordo com a organização independente Transparência Brasil, em pouco mais de uma década, cerca de R$ 1 bilhão foi destinado para a construção de escolas e creches infantis que estão paradas ou nem começaram.

Das 14 mil obras analisadas, apenas 44% foram entregues. 18% foram canceladas e 38% ficaram no papel ou estão paradas.

Essa realidade poderia ser ainda mais extrema sem os esforços do projeto Obra Transparente, uma parceria entre a Transparência Brasil e oObservatório Social do Brasil, que reúne 21 Observatórios Sociais de diferentes regiões para monitorar construções de escolas e creches financiadas com recursos públicos.

A equipe de voluntários realiza um trabalho de controle social ativo, fiscalizando, cobrando e pressionando o governo para retomada das obras. O Observatório Social de Uberlândia realiza na próxima quarta-feira (27), às 18h30, na sede da OAB (Auditório da OAB – 13ª subseção Uberlândia, na Avenida Rondon Pacheco nº 980), uma assembleia geral extraordinária para prestação de contas e a divulgação de resultados do projeto “Obra Transparente”. Serão apresentados o relatório de atividades e de operações financeiras de 2018, o plano de atividades e a previsão orçamentária anual para 2019.

Graças à atuação desse espaço apartidário, que implementa diversas atividades técnicas por meio de uma metodologia de monitoramento das contas públicas municipais, foi possível retomar no meio deste ano a construção de uma das escolas infantis da cidade que ficou parada por três anos.

“É um ato de cidadania. As pessoas são obrigadas a pagar esses impostos, mas também têm o direito de fazer a fiscalização desses recursos”, afirmou o presidente do OS de Uberlândia, professor Vladimir Rodrigues de Queiroz.

A prefeitura de Uberlândia se comprometeu a finalizar a creche com dinheiro do município até 2019, já que, segundo ela, o Governo Federal deixou de fazer o repasse quando a obra parou, em 2015. Se depender dos voluntários da organização, não faltará vigilância.

O Observatório Social de Uberlândia foi fundado em 2015 pela associação civil de direito privado sem fins lucrativos G7, formada pelas principais entidades representativas da cidade, entre elas a CDL Uberlândia.

Qualquer cidadão que cumpra os requisitos estatutários pode ser um voluntário.


Compartilhar Conteúdo
Release / Artigo
Texto com Imagens
Vídeo
Youtube, Vimeo ou Vine
Áudio
Soundcloud ou Mixcloud
Imagem
Fotos e Imagens