Sinclair Lopes Um Pré-Candidato que Já Faz à Diferença!


Eu, Como Pré-Candidato a Deputado Estadual, considero que são imprescindíveis e extremamentes urgentes novas políticas de investimento na Saúde Pública de São Paulo e do país inteiro. Isso quer dizer destinar mais recursos em prol do funcionamento de maior qualidade e oferta destes serviços.  

Mais de 89% dos brasileiros Classificam a saúde pública ou privada como péssima, ruim ou até mesmo regular. Essa avaliação é dividida por 94% dos que possuem plano de saúde e por 87% dos que dependem do Sistema Único de Saúde(SUS), segundo dados apresentados pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

Se não tomarmos nenhuma medida agora, nossa amada profissão corre risco de obliteração! Não podemos aceitar isso inertes! A falta de união da Categoria é uma ameaça ao futuro da Radiologia.
Assim como temos a obrigação de valorizar os nossos profissionais da área, que por diversas vezes trabalham em situações descabíveis, isto é, com ausência de materiais cruciais, sem falar ainda na falta em equipamento e estrutura física adequada.    
A importância da valorização e reconhecimento desses trabalhadores é o fator decisivo para que os serviços sejam bem prestados, sendo de maneira satisfatória e eficiente.  



O Projeto de Lei que Sinclair Lopes tem para São Paulo.

Para chegar a uma maior valorização da Profissão, Sinclair Lopes estendeu sua luta à Assembleia Legislativa de São Paulo, por meio da idealização do Projeto de LEI Estadual 770/2016, que garantirá a exclusividade da atuação dos profissionais na Radiologia.

O Projeto de Lei, que já recebeu parecer favorável da Comissão de Constituição, Justiça e Redação, Comissão de Administração Pública e Relações do Trabalho e, mais recentemente, da Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento  entrou em tramitação em Outubro de 2016 e consiste em tornar obrigatório o diploma de Tecnólogo ou Técnico em Radiologia para operar equipamentos e fontes emissoras de radiação ionizante.

Somente com a 'exclusividade' será possível garantir o futuro da profissão, tendo em vista que esses profissionais são os únicos verdadeiramente qualificados para operar equipamentos e fontes emissoras de radiação ionizante, em razão da sua formação específica e aprofundada na área.


Conheça um Projeto de Lei Para Sorocaba e Cabreúva

A Câmara de Sorocaba aprovou o Projeto de Lei 223/17, que torna obrigatório no município o diploma de Tecnólogo ou Técnico em Radiologia, com o devido registro no conselho de classe profissional, para a operação de equipamentos e fontes emissoras de radiação corpuscular e eletromagnética.

A Prefeitura de Cabreúva, interior de São Paulo, sancionou a Lei 2.168/17 que prevê a obrigatoriedade do diploma de Tecnólogo ou Técnico em Radiologia para atuar na área nas Instituições de Saúde da cidade.


HINA

Compartilhar Conteúdo
Release / Artigo
Texto com Imagens
Vídeo
Youtube, Vimeo ou Vine
Áudio
Soundcloud ou Mixcloud
Imagem
Fotos e Imagens